El Raval

raval

Até o século XVIII, El Raval foi uma região de conventos, hospitais e hortas. Mais tarde, ganhou fama de bairro de prostituição, conhecido popularmente como “bairro chinês”, com uma temível reputação de bairro perigoso. A prostituição e atividades associadas à ela ainda persistem na parte do bairro mais próxima do mar, especialmente a partir da rua Nou de la Rambla.

raval

As reformas realizadas nas últimas décadas e os projetos de revitalização, como a abertura da Rambla del Raval, tem contribuído com a grande mudança na cara do bairro, que hoje começa a atrair lojas de moda e comércios que antes só eram vistos em bairros como El Born.

raval

O bairro de El Raval está representado pela área em vermelho no seguinte mapa.


Ver bairros da Ciutat Vella em um mapa maior

El Raval é provavelmente o bairro mais diverso de Barcelona, devido principalmente à grande quantidade de estrangeiros que moram aí. Quase a metade das lojas do El Raval pertencem a imigrantes, principalmente de origem indiana e paquistanesa. É o bairro mais multiétnico de uma cidade formada por diferentes etnias. El Raval é um ótimo destino quem gosta de comida étnica a bom preço.

Atrações em El Raval

passaporte BCN destaca as seguintes atrações em El Raval: Casa Almirall
| CCCB (Centro de Cultura Contemporània de Barcelona) | El Indio | Gato de Botero | Hotel España | Hotel Peninsular | Institut d’Estudis Catalans | Jardins de Rubió i Lluch | London Bar | MACBA (Museu d’Art Contemporani de Barcelona) | Mercat de la Boqueria | Museu Marítim | Muy Buenas | Palau Güell | Rambla del Raval | Sant Pau del Camp

Roteiro por El Raval

Nosso roteiro de número 4 percorre as ruas do bairro de El Raval. Veja ele aqui.

8 nov2014
Fábio Silva

Olá!
Estou a planear a minha viagem a Barcelona no início de dezembro e encontrei dois Hostels em conta e com um ambiente para mochileiros.
Gostei bastante. Mas são ambos no bairro de “Raval”. Um na rua Nou de la Rambla e o outro ligeiramente mais em cima.
Esta zona continua a ser má? Ou é apenas fama?
Obrigado!

    Tony
    8 nov2014
    Tony

    Prezado Fábio, a única parte de El Raval que é bastante complicada (prostituição e drogas) é a que fica entre a rua Nou de la Rambla e o mar. O resto do bairro, principalmente a parte mais próxima do Eixample, está mudando continuamente de cara e ficando mais parecido com outras áreas badaladas da cidade. Abraço.

      9 nov2014
      Fábio Silva

      Olá novamente!
      Antes de mais obrigado pela resposta!
      Então ficar na Rua Nou de la Rambla é para esquecer não é?
      Obrigado mais uma vez!
      Abraço!

      Tony
      10 nov2014
      Tony

      Fábio, sabemos que há vários hostels na rua Nou de la Rambla, como o Be Mar. Dá para encarar, sabendo que é preciso tomar cuidado à noite. Na própria Nou de la Rambla está o Palau Güell e dois hotéis com um bom nível. Abraço.

      10 nov2014
      Fábio Silva

      Olá novamente Tony!
      Era o Be Mar que estava a ver sim. Sendo assim irei mais tranquilo mas sempre com cuidado.
      Obrigado!
      Abraço!

      Tony
      11 nov2014
      Tony

      Uma ótima estadia para você, Fábio. Precisando de outras informações, estamos sempre por aqui para tentar ajudar. ABraço.

8 set2015
Cleide Garcia

Olá Tony, sigo seu blog e o acho muito bom, o conheci através do Conexão Paris que aliás é bom também. Sou de São Paulo e estarei indo para Barcelona ficar uns dias com a família no final de dezembro/2015, e estou alugando um apartamento na Rambla del Raval , só que o apartamento não tem aquecedor. Você acha que passaríamos muito frio e que o aquecedor seria indispensável e o local é bom para ficar? Se puder me ajudar agradeceria desde já..

    Tony
    8 set2015
    Tony

    Prezada Cleide, bem-vinda ao passaporteBCN! Sempre indicamos o Conexão Paris para quem se interessa pela maravilhosa capital da França. Sobre sua consulta, o frio em Barcelona no inverno não é extremo, mas todo ano pegamos uma semana com temperaturas noturnas próximas aos 0 graus. Se você pegar uma semana de muito frio, sem aquecedor no apartamento pode ficar desconfortável. Mas veja bem, não vai ser muito diferente daqueles dias bem frios em São Paulo, quando congelamos dentro de casa porque nem temos aquecimento nem as janelas isolam corretamente. Sem aquecedor, o jeito é usar vários cobertores!
    A gente adora o bairro de El Raval, e a Rambla é um dos pedaços mis legais do bairro. Mas há quem estranha a presença maciça de habitantes de origem africana e asiática no bairro. Abraço.

8 set2015
José António

Bom dia Tony, queria deixar o meu testemunho da viagem que fiz à Barcelona no inicio deste mês de Setembro. O seu Site foi fundamental para me ajudar a programar a visita à Barcelona durante 3 dias. Eu, a minha mulher e os meus dois filhos (8 e 11 anos) percorremos o roteiro do Bairro Gótico e Borne na primeira tarde. Aqui perdi-me, comecei na Plaça de Catalunya, Hard Rock Café e depois foi confuso nas avenidas, se calhar Tony, um mapa com o percurso ajudava, mas fiz quase tudo, andando da frente para trás e vice versa. Perdi muito tempo a procura do Templo de Augusto que afinal estava de porta fechada.
À noite fizemos as Rambas. A sua descrição está conforme e ajudou a perceber e saber onde olhar!
No 2º dia fomos à Sagrada Família às 9h00 com o bilhete comprado na Net conforme sua recomendação e esperamos 5 minutos para entrar (muito bom). E até às 10h30 / 11h00 andou-se bem, sem confusão, os miúdos com o audio guia de crianças fizeram a sua visita e nós com o audio guia de adultos fizemos a nossa, sempre vigiando os miúdos. Mas a partir das 11h00 chegou o grosso dos turistas e tinha de ser com a mão dada aos miúdos. Depois fomos ao Hospital de la Santa Creu i Sant Pau, aqui queria deixar o meu agradecimento ao Tony, porque nunca tinha ouvido falar deste hospital e valeu bem a visita. É estranho não ser mais divulgado, além de nós só havia mais dois casais de turistas a visitar o hospital.
A seguir fomos para o Park Güell, e aqui aconselho vivamente a ir de autocarro, porque fomos de metro e a “bela subida” que o Tony fala de “bela” não tem nada, é dura e muiiiiiiitooooo cumprida. O Park é muito interessante, comprei os bilhetes na Net, cheguei mais cedo, mas só deixam entrar no Park à hora marcada, nem menos um minuto. Seguindo pela saída onde está a loja das recordações, fomos ao cinema 4D das obras do Gaudi, não está no seu roteiro, mas depois de um dia muito cansativo principalmente para os miúdos optei por ir, é caro 35 euros nós 4, e é só 15 minutos, mas os miúdos ADORARAM. Depois no fim do jantar os miúdos adormeceram…e lá se foi a Fonte Mágica.
No 3º e ultimo dia, e como estávamos num apartamento (MH Opera Ramblas) não se podia deixar lá as malas, pelo que a informação que o Tony tem no site sobre os Guarda-volumes, na estação de Comboios Barcelona Sants, foi muito útil, deixei as 4 malas e 2 sacos no mesmo cacifo e só paguei 5,20Eur e é muito seguro, com guarda permanente e maquina de raio-X. Depois fizemos o roteiro onde tem a La Pedrera e a Casa Batlló, a compra do bilhete pela Net foi novamente crucial para não fazer fila. Depois de tarde, fomos ao Castell de Montjuï, e aqui é uma desilusão completa, é mais um forte como tantos outros, só valeu pelas vistas, e pelo teleférico que os miúdos gostaram, mas é caro 35 euros ida e volta para nós.
E por fim, e apesar dos vários avisos quer do Tony e quer das pessoas de Barcelona, e nós com todo o cuidado no metro ou nos sítios com muita gente, sempre com a mochila à frente, a minha mulher ficou sem a sua carteira. Pelo menos foi no ultimo dia, na viagem de Montjuï para o aeroporto.
Apesar se ser muito cansativo e o T-10 do metro ser essencial, adoramos a ida a Barcelona, o seu Site ajudou muito.
Cumprimentos e felecidades

    Tony
    9 set2015
    Tony

    Prezado José António, muito obigado pelo seu extenso feedback. Ficamos muito felizes ao saber que o site contribuiu ao sucesso da sua viagem. Algumas observações:
    – a versão completa dos nossos roteiros, contida no Barcelona em 15 roteiros, conta com mapas exclusivos para cada roteiro, além de informação sobre bares e restaurantes ao longo dos passeios.
    – que bom que vocês gostaram do Hospital de Sant Pau. Nunca cansamos de divulgar essa maravilha.
    – sobre a subida ao Park Güell, pode ter acontecido uma confussão linguística, no caso “bela” significa “enorme”.
    – o Castell de Montjuïc vale pelas vistas mesmo. Unicamente indicamos a entrada (que até não muito tempo atrás era gratuita) para aqueles interessados na história de Barcelona.
    – sentimos muito que vocês tenham sido vítimas dos carteiristas de Barcelona. Esperamos que o prejuízo não tenha sido muito grande.
    Muito obrigado mais uma vez pelo seu extenso relato. Grande abraço.

21 jan2016
Ana FAzendeiro

Bom dia, Tony. Estou a pensar alugar um apartamento para a minha filha e outra colega, que vão fazer Erasmus em Barcelona, no Carrer de Montserrat, no Raval. Depois do que já ouvi e li sobre o Raval, será que estou a tomar a melhor decisão, para duas jovens?

    Tony
    22 jan2016
    Tony

    Bom dia, Ana. El Raval é nosso bairro predileto de Barcelona, e quando escolhemos ficar em algum hotel por lá, sempre adoramos a experiência. Porém, para uma estadia longa, o carrer de Montserrat pode não ser a melhor escolha, fica muito próximo da região onde ainda existe prostituição, especialmente no período noturno. Abraço.

15 fev2016
aurinete mailho

Tony, primeiramente parabéns, por colocar informações tão importante no seu site.
eu, meu esposo e minha filha estamos nos mudando para Barcelona em Março, pois em pesquisa de sie de empregos dai percebemos que existe um numero considerável de vagas na área do meu marido (desenhista mecânico). Nossa maior duvida é em que bairro morar.. que seja seguro e não caro (media de 500,00 euros) poderia nos dar uma dica? Abçs

Deixe seu comentário!