Tag: Antoni Gaudí

tour virtual pela Casa Batlló

Casa Batlló, Barcelona

Quem já conhece e gostaria de relembrar uma das experiências mais incríveis na cidade, ou quem ainda está no planejamento (por enquanto!) da viagem a Barcelona, pode ficar interessado: a Casa Batlló, obra do genial Antoni Gaudí, oferece um tour virtual (e gratuito!) pelo interior do magnífico edifício.

Casa Batlló, Barcelona

O tour é muito completo. Pode ser realizado entrando pela porta principal do prédio (clique em “Empezar Tour Virtual”) ou acessando diretamente os links para a “Planta Noble”, a “Azotea” e a “Fresquera”. Para navegar por cada andar, é só clicar nas setas que indicam o deslocamento pela construção.

Se você estiver fazendo o tour virtual, entrando pela porta principal, não deixe de pegar o elevador até o último andar, é um grande barato! Observe como a tonalidade dos azulejos, da parte interior do prédio, vai mudando, indo dos tons mais claros nos andares inferiores aos mais escuros nos andares superiores, próximos de uma fonte de luz natural. Uma genialidade a mais de Antoni Gaudí.

Casa Batlló, Barcelona

O tour virtual oferecido pela Casa não deve nunca ser entendido como um substituto à visita presencial ao lugar, que está na nossa seleção de atrações imperdíveis de Barcelona.

Saiba tudo sobre esta obra incrível de Gaudí, e aproveite para deixar suas consultas, no texto Casa Batlló.

[pinit count="horizontal"]

Chocolates Brescó na Casa Calvet

Casa Calvet

Chocolates Brescó é uma marca muito tradicional de chocolates procedente da cidadezinha de Benabarre, em Aragão.

Chocolates Brescó, Barcelona

Recentemente, a empresa abriu uma linda loja e café no andar térreo da modernista Casa Calvet de Barcelona, obra do gênio Antoni Gaudí.

Chocolates Brescó, Barcelona

Para a instalação da loja foi realizado um projeto arquitetônico focado em três alvos: valorizar o produto (chocolate), ressaltar a arquitetura modernista e introduzir um valor de museu.

Chocolates Brescó, Barcelona

A maioria dos elementos originais preservados encontram-se no teto e nas paredes do espaço.

Chocolates Brescó, Barcelona

Existe também um pequeno “cantinho Gaudí” com uma janela, uma porta e uma cadeira, desenhadas específicamente por Gaudí para a Casa Calvet.

Chocolates Brescó, Barcelona

Não percam a maravilhosa mirilla (= olho mágico) na porta.

Chocolates Brescó, Barcelona

A maior parte do espaço está ocupado pela loja, uma espécie de vitrina do chocolate, com inúmeras prateleiras repletas de delícias a base de cacau. O leque de produtos à venda é extenso, inclusive várias embalagens de chocolate ótimas para levar como lembranças de Barcelona.

Café

Chocolates Brescó, Barcelona

No fundo da loja está o espaço destinado ao café, com um balcão e várias mesas que criam um espaço muito tranquilo e gostoso, ideal para descansar durante seus passeios por Barcelona.

Chocolates Brescó, Barcelona

Os cafés tem um preço muito razoável, e podem ser acompanhados pelas delícias expostas nas vitrinas da loja de chocolate.

Chocolates Brescó, Barcelona

Horário

Chocolates Brescó abre de segunda a sexta de 9h a 20:30h. No sábado, de 9h a 14h e de 17h a 20:30h. Fecha no domingo. Por favor, confira os horários atualizados no site da loja.

Como chegar

Chocolates Brescó fica no carrer de Casp, 48, no andar térreo da Casa Calvet. Veja aqui a localização no mapa. A estação de metrô mais próxima é a Urquinaona da linha 1 (vermelha). Fica muito próximo do Passeig de Gràcia.

Dica do passaporte BCN

Chocolates Brescó, Barcelona

Chocolates Brescó ofrece a oportunidade de conhecer parte do interior de uma casa de Antoni Gaudí enquanto você toma um café acompanhado por deliciosos chocolates. Um ótimo programa!

O passaporte BCN visitou Chocolates Brescó de forma anônima.

[pinit count="horizontal"]

Casa Batlló ou La Pedrera, qual escolher?

Casa Batlló, Barcelona

Não há a mais mínima dúvida de que tanto a Casa Batlló (veja como comprar ingressos para a Casa Batlló) quanto a La Pedrera (Casa Milá) (veja como comprar ingressos para La Pedrera), ambas obras de Antoni Gaudí, são duas das atrações imperdíveis de Barcelona.

La Pedrera

Porém nem todo mundo viaja com orçamentos ilimitados, e algumas escolhas têm que ser feitas. Já tivemos várias consultas de leitores buscando uma orientação, alguma sugestão para tomar uma decisão: qual casa escolho, a Casa Batlló ou La Pedrera? O seguinte texto tenta ajudar com a escolha.

La Pedrera / Casa Milà, Barcelona

Escolher entre a Casa Batlló e La Pedrera é um pouco como responder aquela pergunta impossível: de quem que você gosta mais, do papai ou da mamãe? As duas casas contam com méritos mais do que suficientes para justificarem a visita. Cada uma no seu estilo, permitindo conhecer um pouco mais a genialidade de Antoni Gaudí.

Não é à toa que ambas as casas foram declaradas Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO.

Casa Batlló, Barcelona

A escolha do passaporte BCN

Tendo que escolher, e conscientes de que se trata de uma escolha muito difícil, nossa opção seria visitar a Casa Batlló. Nossa escolha está baseada no conjunto de maravilhosas, surpreendentes e arrojadas soluções arquitetônicas criadas por Antoni Gaudí, uma mente muito a frente do seu tempo.

Sem dúvida, o terraço de La Pedrera é maravilhoso, mas o conjunto interior da Casa Batlló atinge o sublime.

Fique sabendo que, seja qual for sua escolha, você vai visitar um lugar extraordinário, uma obra de uma mente prodigiosa.

Outros textos de interesse: compra antecipada de ingressos para as atrações de Barcelona | atrações imperdíveis de Barcelona | top 5: modernismo em Barcelona | top 5: a Barcelona de Gaudí

[pinit count="horizontal"]

a cripta da Sagrada Família

cripta, Sagrada Familia, Barcelona

Apesar de ter sido declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, a cripta da Sagrada Família é a parte mais desconhecida da atração turística mais famosa de Barcelona.

cripta, Sagrada Familia, Barcelona

Quando Antoni Gaudí começou a trabalhar na Sagrada Família, a cripta já estava construída. Gaudí transformou os pilares e elevou a abóbada da cripta.

cripta, Sagrada Familia, Barcelona

Na imagem acima, um detalhe do centro da abóbada central, com relevo policromado dedicado à Anunciação, obra do artista Joan Flotats.

cripta, Sagrada Familia, Barcelona

A cripta está formada por sete capelas dedicadas à Sagrada Família: São José, o Sagrado Coração, a Imaculada Concepção, São Joaquim, Santa Ana, São João e a capela de Santa Isabel e São Zacarias. Há ainda outras cinco capelas alinhadas em linha reta. A capela central, onde encontra-se o altar, está dedicada à Sagrada Família.

cripta, Sagrada Familia, Barcelona

No chão, rodeando a cripta, há um lindo mosaico romano representando os símbolos da Eucaristía, o vinho e o trigo.

cripta, Sagrada Familia, Barcelona

O próprio Gaudí fez algumas das luminárias da cripta. Por orientação médica, Gaudí se dedicava a trabalhos manuais para combater o reumatismo.

cripta, Sagrada Familia, Barcelona

Á esquerda do altar, na capela de Nossa Senhora do Carmo, está o túmulo onde está enterrado Antoni Gaudí.

Até que a construção da Sagrada Família não esteja finalizada, a cripta segue cumprindo a função de igreja paroquial.

cripta, Sagrada Familia, Barcelona

A cripta foi reabilitada entre 2007 e 2009, quando foram instaladas as novas fundações para sustentação do novo desenho do templo, que se levanta acima da cripta. É importante lembrar que o novo projeto da Sagrada Família está unicamente inspirado nas ideias de Gaudí, mas que se trata de um projeto arquitetônico completamente novo.

cripta, Sagrada Familia, Barcelona

Os projetos desenvolvidos por Gaudí para a construção da Sagrada Família se perderam em um incêndio provocado durante um ataque contra o templo, que ocorreu no começo da Guerra Civil Espanhola em 1936.

cripta, Sagrada Familia, Barcelona

Informações práticas

Sagrada Familia

Poucas pessoas sabem, mas o ingresso à cripta da Sagrada Família é gratuito. O acesso é realizado por um portão metálico que fica logo à esquerda da bilheteria da Sagrada Família, na rua Sardenya. Se você pretende visitá-la pela manhã, é muito possível que a entrada esteja escondida pela fila de pessoas aguardando para comprar os ingressos para a Sagrada Família.

O acesso à cripta é independente do acesso ao templo. Se você quiser ir do templo à cripta, vai ter que sair da Sagrada Família. Uma vez que estiver fora do templo, não poderá retornar e entrar novamente. Tente visitar a cripta ou antes ou depois da visita à Sagrada Família.

O horário é bastante restrito:

  • de segunda a sábado, de 9h a 10h e de 18h a 21h.
  • domingos e feriados, de 9h a 14h e de 18h a 21h.

A opinião do passaporte BCN

cripta, Sagrada Familia, Barcelona

Dentre as obras de Antoni Gaudí declaradas como patrimônio mundial da humanidade pela UNESCO, a cripta da Sagrada Família é a única com ingresso gratuito. Não há justificativa para não conhecê-la. O único motivo seria a limitação de seus horários de visitação.

Se você for seguir nosso roteiro Sagrada Família e Hospital de Sant Pau, marque um horário de visita à Sagrada Família no primeiro horário da manhã e aproveite para ver a cripta também.

[pinit count="horizontal"]

Gaudí Centre

Gaudí Centre, Reus

O gênio modernista Antoni Gaudí nasceu e passou sua infância em Reus. Gaudí não deixou nenhuma obra na cidade onde nasceu, mas hoje o Gaudi Centre recupera a memória do ilustre filho de Reus.

Gaudí Centre, Reus

O Gaudí Centre é um espaço de interpretação da obra de Gaudí, que dispõe de vários tipos de recursos para ajudar a entender melhor a sua obra.

Gaudí Centre, Reus
Gaudí Centre, Reus

Os conteúdos do centro estão distribuídos em três andares que percorrem a vida do artista. São utilizadas maquetes interativas, cenários, objetos, projeções e outros recursos audiovisuais para facilitar o entendimento da obra e do pensamento de Gaudí.

Gaudí Centre, Reus
Gaudí Centre, Reus

A visita é feita com audioguias com narração em seis idiomas (catalão, espanhol, francês, inglês, russo e alemão).

Gaudí Centre, Reus
Gaudí Centre, Reus

A Gaudí Centre está no centro de Reus, na Plaça Mercadal. Veja aqui sua localização no mapa. Consulte horários e preços no site oficial do Gaudí Centre.

Veja outros textos do passaporte BCN sobre a interessante cidade de Reus aqui. Descubra como chegar na cidade partindo de Barcelona e como organizar seu bate-volta.

—————————————————–
Os autores do passaporte BCN escolheram escrever sobre Reus por saber que certamente seria um assunto de interesse para nossos leitores. Em uma das nossas viagens a Reus, contamos com o apoio do orgão público de turismo Reus Promoció. As opiniões, comentários, avaliações e fotografias publicadas aqui refletem nossa experiência pessoal e nosso compromisso com nossos leitores.

[pinit count="horizontal"]

LOVE Casa Batlló, um vídeo maravilhoso

Casa Batlló, Barcelona

A Casa Batlló é uma das atrações imperdíveis de Barcelona.

Seus responsáveis produciram recentemente um FANT-TÁS-TI-CO vídeo de divulgação que vai fazer que quem ainda não conheça a casa fique com uma vontade incrível de fazé-lo. Já vimos muitos vídeos promocionais bem legais, mas este é simplesmente excelente, captura a magia da Casa Batlló e de Antoni Gaudí de forma sublime. Espalhando o LOVE pela Casa Batlló!

Vejam:

O vídeo coincide com o lançamento de uma videoguia de realidade virtual aumentada disponível para quem visita a casa.

Vejam todas as informações sobre a maravilhosa obra de Antoni Gaudí aqui. Tendo qualquer dúvida, deixe a pergunta lá.

[pinit count="horizontal"]

Torre Bellesguard

Torre Bellesguard

A Torre Bellesguard (também conhecida como Casa Bellesguard ou Casa Figueras) é uma obra do gênio modernista Antoni Gaudí. Encontra-se no distrito de Sarrià-Sant Gervasi, ao pé da serra de Collserola e com lindas vistas de Barcelona, fazendo jus ao nome “bellesguard”, que em catalão significa “belo mirante”.

Torre Bellesguard

Até o mês de setembro de 2013, a torre estava fechada à visitação. A partir de então, já é possível conhecer outra obra maravilhosa de Gaudí, situada na cidade de Barcelona. Uma obra que reúne chaves para a compreensão do trabalho de um arquiteto perfecionista, humanista, romântico e completo.

Um pouco de história

Torre Bellesguard

O local onde está localizada a Torre Bellesguard ocupa uma posição estratégica, motivo pelo qual foi escolhido pelos reis da Coroa de Aragão para a construção de um castelo. No ano de 1408, Martin I O Humano, rei de Aragão e Conde de Barcelona, mandou construir um castelo em Bellesguard, onde morou até sua morte em 1410. O castelo foi cenário de importantes eventos históricos. O rei Martin não nomeou sucessores e sua dinastia se extinguiu com seu falecimento.

Torre Bellesguard

Com a morte do rei, o castelo foi herdado pela sua jovem esposa, Margarita de Prade. Ao longo dos séculos, o castelo foi vendido inúmeras vezes até ficar abandonado e em ruínas, com seus muros cobertos por vegetação.

Torre Bellesguard

Em 1900 a terra foi comprada por Maria Sagués, viúva de Jaume Figueras, que encomendou, ao jovem e promissor arquiteto Antoni Gaudí, a construção de sua casa de verão em Bellesguard. Figueras era um amigo próximo de Gaudí e compartilhava com ele sentimentos catalanistas.

Gaudí ficou apaixonado pelo lugar e pela história nele contida. Ali acabou construindo uma obra que é uma homenagem à Catalunha que tanto amava.

A dona da Torre Bellesguard não tinha dinheiro para manter o prédio, que logo foi vendido. A Torre voltou a mudar de donos várias vezes. Durante a Guerra Civil espanhola abrigou um orfanato, período no qual parte da mobília desenhada por Gaudí foi queimada para servir de aquecimento para os orfãos. Em 1945, o doutor Luis Guilera Molas comprou a propriedade e instalou ai uma clínica ginecológica e obstétrica. Com a morte do médico, seu filho mais velho, também médico, herdou a casa e decidiu mudar a clínica para um novo endereço. A Torre Bellesguard voltou a ser uma residência familiar, como previsto no projeto original de Gaudí. Vários descendentes do médico ainda moram na Torre.

O trabalho de Gaudí em Bellesguard

Torre Bellesguard

Gaudí trabalhou na obra da Torre Bellesguard entre os anos de 1900 e 1909. No periodo também estava trabalhando no Col.legi de les Teresianes e na Cripta de la Colonia Güell. Nas três obras testou soluções arquitetônicas que mais tarde seriam usadas na Sagrada Família.

Torre Bellesguard

Gaudí não se restringiu à construção da torre. Também trabalhou na reconstrução das ruínas da muralha do castelo, que estão ao redor dos jardins. Construiu um aqueduto, que pode ser visto na parte externa, atravessando a rua bem na frente da entrada da Torre Bellesguard. Essa estrutura resultará familiar para quem já tiver visitado o Park Güell.

Torre Bellesguard

Gaudí levantou a Torre e também desenhou os jardins ao redor.

Torre Bellesguard

A história que há por traz de Bellesguard é fundamental para entender o trabalho de Gaudí, que se inspirou num castelo gótico medieval. Por isso, sua obra em Bellesguard é ecléctica: a Torre é gótica e modernista ao mesmo tempo, abrindo exceções no seu estilo com o uso de linhas retas, que não são uma característica em seus trabalhos.

Torre Bellesguard

Bellesguard tem quatro fachadas. O elemento de maior destaque está na característica cruz gaudiniana de quatro pontas. Bem embaixo da cruz há uma coroa, em referência a Coroa de Aragão, e abaixo dela encontram-se as quatro faixas amarelas e vermelhas da bandeira catalã.

Torre Bellesguard
Torre Bellesguard
Torre Bellesguard

Um recurso usado por Gaudí, para quebrar as linhas retas do castelo, foi cubrir as paredes com uma estrutura de tijolos e lajotas feitos com pedras achadas no local. Os diferentes tons das pedras fazem que a Torre mude de aparência dependendo da hora do dia e a incidência da luz.

Torre Bellesguard
Torre Bellesguard

Na fachada principal há uma roseta muito bonita, a “Estrela de Venus”. Essa roseta é maravilhosa, quando vista desde o interior da casa. Os especialistas acreditam que a roseta poderia simbolizar a estrela que guiou os Reis Magos ou Venus, a deusa do amor e da fertilidade, que teria abençoado com filhos a Martin O Humano. Poderia ser também uma amostra da paixão de Gaudí pela astronomia.

Torre Bellesguard
Torre Bellesguard
Torre Bellesguard

Os bancos na fachada principal e nos jardins, obra de Domènec Sugrañes, são puro simbolismo, com referências à história e a Catalunha.

Torre Bellesguard
Torre Bellesguard
Torre Bellesguard
Torre Bellesguard

O lindo trabalho em ferro forjado, uma característica das obras de Gaudí, também está presente nos exteriores da Torre.

Mas onde a linguagem do modernismo aparece mais evidente é no interior da Torre, um verdadeiro festival de formas, cores e luzes, que revela a magia de Gaudí e sua inspiração na natureza.

Torre Bellesguard
Torre Bellesguard
Torre Bellesguard
Torre Bellesguard
Torre Bellesguard

Gaudí pintou as paredes de branco, uma cor que potencia os efeitos da luz natural e que é perfeito para ver como se projetam as cores.

Torre Bellesguard

A Sala dels Maons, no alto da torre, ficou inacabada por falta de dinheiro.

Torre Bellesguard
Torre Bellesguard

Surpreendentemente essa é a parte da Torre que mais fascina os estudosos de Gaudí. Ao mostrar suas paredes sem qualquer revestimento, fica evidente o esqueleto da obra e as soluções arquitetônicas criadas por Gaudí, como a utilização de arcos e abóvedas para sustentar o peso da estrutura.

Torre Bellesguard

Quem subir até o alto da torre se sentirá o autêntico senhor do castelo, com seu labirinto de estreitos caminhos.

Torre Bellesguard

A surpresa final, coroando o passeio, fica por conta do fantástico dragão, que surge da combinação das linhas do telhado e de pequenas janelas, acompanhado pela lança de São Jorge, que se revela na forma da própria torre.

Torre Bellesguard

Visita

A Torre Bellesguard abriu para visitação em setembro de 2013. A página web da Torre contém muitas informações de interesse. Em ela podem ser consultadas todas as informações relacionadas à visita, incluindo preços e horários.

Há duas modalidades de visita:

  • visita panorâmica. Unicamente se visita a parte exterior da Torre Bellesguard e os jardins, além de um espaço audiovisual. A visita é feita com a ajuda de um audioguia. Não é necessário realizar agendamento prévio.
  • visita completa. Visita acompanhada por um guia, incluindo a parte externa da Torre Bellesguard e também o seu interior e terraço. A visita tem uma duração de uma hora. Há visitas em espanhol, inglês e catalão, com um horário por dia. Como os grupos são pequenos quem estiver interesse em realizar a visita completa deve comprar seus ingressos com antecedência (a compra pode ser feita aqui).

Ingressos

ingresso

A Visit Barcelona Tickets é a loja oficial de turismo da cidade de Barcelona, parceira do passaporte BCN. Saiba mais sobre ela aqui. Na Visit Barcelona Tickets você compra seus ingressos para a Torre Bellesguard aqui.

Como chegar

A Torre Bellesguard encontra-se nos números 16-20 do carrer Bellesguard. Veja aqui a localização no mapa.

A forma mais interessante de chegar até lá envolve dois meios de transporte:

  1. a linha L7, marrom, do metrô, que parte da Plaça de Catalunya e vai até a Plaça Kennedy.
  2. chegando na estação do metrô, é preciso sair dela e entrar no começo da Avinguda Tibidabo. No lado direito está o ponto da linha de ônibus de número 196. É uma linha muito interessante, porque no caminho até Bellesguard sobe primeiro até a estação base do funicular que leva até o Parc d’Atraccions del Tibidabo. Desça na estação Bellesguard/Ronda de Dalt. A Torre fica a 2 minutos.

Na volta, e se não estiver chovendo, sugerimos voltar até a Ronda de Dalt e continuar a pé por ela, passar pela frente do Cosmocaixa (Museu de la Ciència), situado em um prédio modernista do arquiteto Josep Domènech i Estapà, e descer a Avinguda Tibidabo, prestado atenção às espetaculares mansões modernistas que estão nessa avenida, incluindo a Casa Roviralta. No final da avenida, é só pegar de novo o metrô. O passeio demora de quinze a vinte minutos.

Dica do Passaporte BCN

A Torre Bellesguard é uma obra de Gaudí com um estilo único, que não vai ser encontrado em outras obras do arquiteto. Localizada fora do circuito turístico, o passeio até a Torre é uma chance de conhecer um bairro muito charmoso de Barcelona e várias construções modernistas de destaque.

[pinit count="horizontal"]

a Sagrada Família terminada? está sim, nesse vídeo espetacular

Sagrada Família, Barcelona

Acaba de ser apresentado um vídeo realmente espetacular, onde é mostrado o aspecto que terá a Basílica da Sagrada Família quando estiver terminada. As estimativas mais recentes apontam que isso pode acontecer no ano 2026.

A estrutura final é de tirar o fôlego. Vamos querer ver essa obra acabada, com certeza absoluta!

Lembramos que toda informação sobre o templo pode ser encontrada no texto Sagrada Família do passaporte BCN.

[pinit count="horizontal"]

como comprar ingressos para o Park Güell

Park Güell

A partir de outubro de 2013, o acesso ao Park Güell, uma das atrações imperdíveis de Barcelona, deixa de ser gratuito. O visitante terá que comprar um ingresso para poder acessar a area monumental do parque.

Nesse texto, veja como garantir seu ingresso para o Park Güell. Se quer saber mais sobre o parque, dê uma olhada no texto Park Güell, que traz todas as informações sobre uma das obras mais espetaculares de Antoni Gaudí e um dos lugares mais incríveis de Barcelona. Lá você vai saber mais sobre o parque, o horário de abertura e o custo do ingresso, além de dicas sobre como chegar até o parque.

Primeiro vamos ver como comprar os ingressos para o parque (já estão disponíveis!) e depois tentaremos responder várias das suas possíveis dúvidas na seção de preguntas frequentes.

Como comprar os ingressos para o parque

O processo é muito simples, vamos ver passo a passo como efetuar a compra.

1. Entre na página web do parque e acesse a parte correspondente à compra de ingressos.

2. Escolha compra individual, que permite comprar ingressos para você e seus acompanhantes, e clique em iniciar compra.

3. Selecione a tarifa (o número 1, “Seleccione las actividades”, é selecionado automaticamente).

Existe uma tarifa para adultos (General), uma tarifa para maiores de 65 anos, uma tarifa gratuita para crianças de 0 a 6 anos, uma tarifa para crianças de 7 a 12 anos, e uma tarifa para pessoas deficientes ou com poucos recursos econômicos, portadores de um cartão emitido pela Prefeitura de Barcelona (Targeta Rosa).

4. Selecione o número de ingressos e clique em Continuar.

5. Selecione a data da sua visita. É possível comprar os ingressos até três meses antes da visita. Clique em Continuar.

6. Selecione o horário da sua visita. Lembrando que você poderá entrar no parque até meia hora depois do horário selecionado e que não existe limitação de tempo para visitar o parque. Clique em continuar.

7. A continuação é visualizado um resumo das opções escolhidas. Se tudo estiver certo, clique em Continuar.

8. É hora de preencher os dados pessoais. O preenchimento desses dados é obrigátorio: campos Nombre (nome) / Apellidos (sobrenomes) / Teléfono / E-mail / Confirmar e-mail. Selecione também “Brasil” no campo País.

Marque a frase “Declaro que he leído estas condiciones y que las acepto” e clique em Pagar.

9. Chegou a hora de colocar os dados do seu cartão de crédito. Pagamento com cartão de crédito em sites espanhóis pode ser uma caixinha de surpresas. O uso de sistemas de verificação (como o Verified by Visa), que muitas vezes não conseguem validar cartões de créditos do Brasil, pode dificultar a realização do pagamento. Mas vamos torcer para que não seja o caso!

10. Completado o pagamento, você deverá receber os ingressos no seu email. Será necessário imprimí-los ou levá-los no seu smartphone ou tablet.

Perguntas frequentes

Com quanta antecedência posso comprar o ingresso?

Pode comprar seu ingresso online até três meses antes da data da sua visita ao parque.

É preciso pagar para visitar o parque todo?

Não, o ingresso é cobrado unicamente para quem quer visitar a zona monumental do parque, que é a mais interessante.

Veja no seguinte mapa a área que passa a ter acesso restrito (em lilás), que corresponde a 7,9% da extensão total do parque.

Vale a pena se deslocar até o parque e visitar unicamente a parte gratuita?

Não vale a pena, simples assim. A parte mais incrível do parque estará dentro da área de acesso restrito. Não quer pagar para entrar? Não perca meio dia indo até o parque.

Posso comprar o ingresso na bilheteria do parque?

Pode. Mas como existe uma limitação do número de visitantes por horários, pode acontecer que você tenha que aguardar bastante tempo até encontrar um horário com vagas. O Park Güell está bem fora de mão e não há muito o quê fazer nas redondezas. Se você decidir arriscar, visite a parte não restrita do parque, enquanto aguarda pelo seu turno para entrar na zona monumental. Nossa recomendação é a compra antecipada dos ingressos pela internet.

Comprei o ingresso pela internet, preciso passar pela bilheteria do parque?

Não precisa. E só ir até o ponto de acesso e mostrar seu ingresso impresso, também é aceito o código QR que você pode carregar no seu smartphone ou tablet.

Comprei o ingresso pela internet, mas esqueci de imprimí-lo e também não estou com o código QR.

Nesse caso, você vai precisar passar pela bilheteria, onde comprovarão nome e sobrenome para imprimir seus ingressos.

No ingresso aparece um horário marcado, posso chegar mais tarde?

Você poderá entrar até meia hora depois da hora marcada no seu ingresso.

Quanto tempo vou poder permanecer no parque?

Não há limitação de tempo, pode ficar dentro do parque até a horário de fechamento do mesmo.

Por que a visita ao Park Güell deixa de ser gratuita?

A argumentação oficial é que a visitação ao parque tinha atingido um nível preocupante de massificação, ao ponto de ameaçar sua preservação. Além disso, a massiva afluência de turistas ao parque estava criando muitos inconvenientes para os vizinhos do bairro. Com a nova política, ao mesmo tempo que se controlará a visitação ao parque, haverá a arrecadação de fundos que irão garantir a preservação do rico patrimônio artístico do mesmo.

Há muito tempo nos perguntávamos qual era a razão da gratuidade da entrada ao Park Güell, enquanto os preços dos ingressos às casas modernistas e demais atrações de Barcelona só subiam. Barcelona recebe mais turistas estrangeiros a cada ano, a maioria quer conhecer as obras de Gaudí e o Park Güell era uma das últimas grandes atrações gratuitas. Em muitas ocasiões mal pudemos ver a icônica salamandra, pois havia tanta gente ao redor e montada (literalmente) nela, que quase não se podia distringuir. Multidões se juntavam na praça monumental para fazer a maior farofa, deixando muita sujeira para trás. Infelizmente um lugar tão mágico não estava tendo o respeito que merece.

Todo mundo paga para visitar o Park Güell?

Não. Os vizinhos do parque, previamente cadastrados, não pagarão. Também não pagará para visitar o Park Güell quem se cadastrar no Gaudir+BCN. Como o registro no sistema demora mais de uma semana e precisa ser feito pessoalmente, não será uma opção viável para quem visita Barcelona como turista.

Problemas, dúvidas?

Restou alguma dúvida? Está tendo algum problema para completar a compra? Use a caixa de comentários e tentaremos ajudá-lo.

[pinit count="horizontal"]

Avinguda Gaudí

Avinguda Gaudí, Barcelona

A avenida que homenagea o genial Antoni Gaudí encontra-se no distrito do Eixample, unindo a Sagrada Família com o Hospital de la Santa Creu i Sant Pau. A Avinguda oferece a possibilidade de realizar um passeio muito agradável entre duas joias do modernismo de Barcelona, ambas consideradas Patrimônio Mundial da Humanidade.

Avinguda Gaudí, Barcelona

O primeiro trecho, partindo da Sagrada Família, está coberto em parte por uma estrutura de vigas de iroko, uma madeira procedente da África. No quarto trecho da avenida está a escultura El Bon Temps Perseguint la Tempesta.

Avinguda Gaudí, Barcelona

Destacamos as seis belas luminárias modernistas do artista Pere Falqués, realizadas em 1909, e que foram instaladas na avenida em 1985.

Como chegar

A Avinguda Gaudí encontra-se ao lado da Sagrada Família. Veja aqui a localização no mapa. As estações de metrô mais próximas são a Sagrada Família e a Sant Pau / Dois de Maig na linha 5 (azul).

Dica do passaporte BCN

Há vários bares e restaurantes na avenida, além de uma área central com muitos bancos, onde dá para sentar e descansar, depois de uma visita à Sagrada Família.

[pinit count="horizontal"]