Tag: Costa Brava

roteiros pela Costa Brava

Costa Brava

O presente texto contém nossas propostas de roteiros para percorrer a Costa Brava e destinos do interior da província de Girona.

roteiro 1 | 3 dias em Girona no frio [de carro]

Quando: É um roteiro desenhado para ser completado entre os meses de outubro a abril, quando as temperaturas são mais baixas, não é temporada de praia, e o aproveitamento dos dias é menor, pelo fato de ficar escuro muito cedo.

Destinos visitados: O roteiro visita Besalú, Girona, o mosteiro de Sant Pere de Rodes, Cadaqués, o parque natural do Cap de Creus, Pals, Peratallada e Tossa de Mar.

Como se locomover: Este é um roteiro desenhado para ser completado de carro alugado. Não perca nosso dossiê com tudo o que você precisa saber sobre dirigir na Espanha, do nosso site Espanha Total.

O ROTEIRO

DIA 1: BESALÚ, GIRONA.

Saída de Barcelona de manhã cedo para dirigir até a cidade medieval de Besalú. Visita à cidadezinha. Almoço em Besalú ou Girona. Tarde percorrendo Girona. Noite em Girona.

Distância: Aproximadamente 170 km.
Mapa: Veja o roteiro do dia no mapa aqui.

DIA 2: SANT PERE DE RODES, CADAQUÉS, CAP DE CREUS.

Saída de Girona de manhã cedo para dirigir até o mosteiro de Sant Pere de Rodes. A visita ao mosteiro é opcional. Estrada com vistas espetaculares entre San Pere de Creus e Cadaqués, um dos vilarejos mais lindos da Espanha. Almoço em Cadaqués. Dependendo do tempo, passeio até o parque natural do Cap de Creus. Volta a Girona. Noite em Girona.

Distância: Aproximadamente 174 km.
Mapa: Veja o roteiro do dia no mapa aqui.

DIA 3: PERATALLADA, PALS, TOSSA DE MAR.

Saída de Girona de manhã cedo para visitar, no período da manhã, dois pitorescos vilarejos medievais, Pals e Peratallada. Almoço e tarde na espetacular Tossa de Mar. Volta para Barcelona no final do dia. Na estrada que volta para Barcelona, já próximo da cidade, está o shopping de outlets de luxo La Roca Village, caso você quiser dar uma passada rápida para conhecê-lo. Noite em Barcelona.

Distância: Aproximadamente 206 km.
Mapa: Veja o roteiro no mapa aqui.

roteiro 2 | 4 dias em Girona no calor [de carro]

Quando: É um roteiro desenhado para ser completado entre os meses de junho e setembro, quando as temperaturas são mais altas, e é temporada de praia e o aproveitamento dos dias é espetacular, pelo fato de ficar escuro muito tarde.

Destinos visitados: O roteiro visita Besalú, Castellfollit de la Roca, Girona, o mosteiro de Sant Pere de Rodes, Cadaqués, o parque natural do Cap de Creus, Pals, Peratallada, Calella de Palafrugell, Begur e Tossa de Mar.

Como se locomover: Este é um roteiro desenhado para ser completado de carro alugado. Não perca nosso dossiê com tudo o que você precisa saber sobre dirigir na Espanha, do nosso site Espanha Total.

O ROTEIRO

DIA 1: BESALÚ, CASTELLFOLLIT DE LA ROCA, GIRONA.

Saída de Barcelona de manhã cedo para dirigir até a pitoresca cidadezinha de Castellfollit de la Roca. A seguir, visita a cidade medieval de Besalú. Almoço em Besalú ou Girona. Tarde percorrendo Girona. Noite em Girona.

Distância: Aproximadamente 174 km.
Mapa: Veja o roteiro do dia no mapa aqui.

DIA 2: SANT PERE DE RODES, CADAQUÉS, CAP DE CREUS.

Saída de Girona de manhã cedo para dirigir até o mosteiro de Sant Pere de Rodes. A visita ao mosteiro é opcional. Estrada com vistas espetaculares entre San Pere de Creus e Cadaqués, um dos vilarejos mais lindos da Espanha. Almoço em Cadaqués. Passeio até o parque natural do Cap de Creus e o vilarejo de Portlligat, onde fica a Casa Salvador Dalí. Volta a Girona. Noite em Girona.

Distância: Aproximadamente 174 km.
Mapa: Veja o roteiro do dia no mapa aqui.

DIA 3: MONELLS, PERATALLADA, PALS, BEGUR.

Saída de Girona de manhã cedo para visitar, no período da manhã, três pitorescos vilarejos medievais, Monells (visita rápida), Peratallada e Pals. Almoço em Pals. Tarde no balneário de Begur, na espetacular praia de Cala Aiguablava. Volta a Girona. Noite em Girona.

Distância: Aproximadamente 128 km.
Mapa: Veja o roteiro no mapa aqui.

DIA 4: CALELLA DE PALAFRUGELL, TOSSA DE MAR.

Saída de Girona para passar a manhã no balneário de Calella de Palafrugell. Almoço ou em Calella de Palafrugell, ou na espetacular Tossa de Mar. Tarde em Tossa de Mar. Volta para Barcelona no final do dia. Noite em Barcelona.

Distância: Aproximadamente 193 km.
Mapa: Veja o roteiro no mapa aqui.

[pinit count="horizontal"]

as ruínas de Empúries

ruínas de Empúries, Girona

As ruínas de Empúries (em espanhol, Ampurias) são um sítio arqueológico de grande importância, localizado na Costa Brava de Girona em frente ao mar Mediterrâneo.

ruínas de Empúries, Girona

Trata-se do único sítio arqueológico na Península Ibérica onde podem ser encontrados os restos de uma cidade grega e de uma cidade romana. Emporion (que significa “mercado”) foi um importante ponto de comércio grego, fundado em 757 a.C. Mais tarde, no começo do século I a.C., chegaram os romanos, que construíram uma segunda cidade sobre o que restava da cidade grega, aproveitando o remanescente de um acampamento militar romano. A cidade ficou abandonada na Idade Média.

ruínas de Empúries, Girona

Em 1908, o famoso arquiteto modernista Josep Puig i Cadafalch, autor entre outras das Casa Amatller, Casa Macaya, Casa Terrades (Casa de les Punxes) e Casa Martí em Barcelona, teve a iniciativa de começar a compra sistemática dos terrenos onde estavam as ruínas de Emporion e Emporiae. Os trabalhos, coordenados pela Junta de Museos de Barcelona, continuaram de forma ininterrupta até o presente. Hoje Empúries forma parte do Museu d’Arqueologia de Catalunya, que conta com um centro permanente no sítio arqueológico.

Como é a visita

ruínas de Empúries, Girona

O sítio arqueológico é bastante extenso e a visita é realizada na companhia de um audioguia (com os idiomas espanhol e inglês, entre outros). Se você for do tipo que gosta de escutar a narração completa do audioguia, calcule que a visita pode demorar entre 2 e 3 horas. Antes de entrar no sítio arqueológico, há um curto audiovisual que vai ajudar a contextualizar historicamente os restos que você vai visitar logo mais.

ruínas de Empúries, Girona

A primeira parte da visita vai levar você a percorrer as ruínas da cidade grega, mais próximas do mar. O audioguia conta com indicações sobre como realizar a visita, avançando de um ponto de interesse até o seguinte.

ruínas de Empúries, Girona

Entre pedras e colunas, você vai se impressionar com os lindos mosaicos preservados em algumas das casas que formavam a cidade grega.

ruínas de Empúries, Girona

No meio da visita, na transição da cidade grega para a cidade romana, está o Museu, onde podem ser vistos objetos descobertos durante as escavações, como vários mosaicos muito elaborados e escultura de mármore do Esculápio de Empúries. Esculápio era o deus romano da medicina e a cura.

ruínas de Empúries, Girona

A segunda metade da visita vai levar você a percorrer a cidade romana, que fica na parte mais elevada do sítio arqueológico e mais afastada do mar.

ruínas de Empúries, Girona

Na companhia do audioguia, você vai conseguir entender como era a cidade romana que ocupou o espaço que você está percorrendo. A visita, com um formato circular, finaliza no centro de visitantes, o ponto de entrada ao sítio arqueológico.

Dados práticos

Todas as informações relacionadas com a visita às ruínas de Empúries podem ser conferidas no seu site oficial.

As ruínas tem horários diferenciados dependendo do período do ano. O ingresso não é muito caro e inclui o aluguel do audioguia. Há descontos para maiores de 65 e jovens entre 8 e 25 anos. Os menores de 8 anos não pagam. Os professores com o cartão internacional de professor também não pagam.

O sítio arqueológico fica fechado no dia 25 de dezembro, nos dias 1 a 6 de janeiro, e as segundas-feiras entre o 1 de janeiro e o 15 de fevereiro.

Como chegar nas ruínas de Empúries

As ruínas de Empúries ficam próximas do município de L’Escala, a 142 km de Barcelona. Veja sua localização exata no mapa aqui.

As opções de transporte público para chegar nelas são bastante complicadas, e por isso a melhor opção é o carro. Se você estiver em Girona, as ruínas ficam a 45 minutos de carro, veja aqui o caminho a ser seguido.

Apesar de ser possível fazer um bate-volta até as ruínas, retornando no mesmo dia a Barcelona, aconselhamos a visita a aqueles que estiverem fazendo um percurso pela Costa Brava, visitando outras cidadezinhas da região.

A opinião do passaporteBCN

ruínas de Empúries, Girona

Para quem nunca tiver visitado um dos grandes sítios arqueológicos da Grécia ou da Itália, as ruínas de Empúries oferecem a oportunidade de visitar um lugar muito interessante, combinando uma cidade grega com uma romana, em uma localização muito linda e muito próxima ao mar. As ruínas de Empúries devem ser vistas como uma parada em um roteiro mais amplo percorrendo a região da Costa Brava.

[pinit count="horizontal"]

Cap de Creus

Cap de Creus, Costa Brava, Girona

O Cap de Creus (Cabo de Creus) fica no extremo norte da Costa Brava, na província de Girona, próximo da fronteira com a França. É o ponto mais oriental da Península Ibérica. Entorno ao cabo extende-se o Parque Natural de Cap de Creus, que abrange a área de oito municípios. Trata-se de uma região selvagem, com praias escondidas, íngremes falésias e interessantes formações rochosas. Um paraíso natural próximo de vários pontos de grande interesse na região, como Cadaqués ou o mosteiro de Sant Pere de Rodes.

O que fazer no Cap de Creus

Cap de Creus, Costa Brava, Girona

Quem estiver viajando com um carro alugado vai poder se adentrar no Parque Natural até chegar no Farol do Cap de Creus. A estradinha parte de Cadaqués (saia do vilarejo na direção de Portlligat) e atravessa paisagens espetaculares antes de chegar no farol. A estrada é estreita, mas está asfaltada e em boas condições. Durante os meses de julho e agosto, o grande número de carros circulando pela estrada pode ocasionar congestionamentos.

Cap de Creus, Costa Brava, Girona

Aproveite para se maravilhar contemplando as rochas, uma grande lição de geologia. Olhando para o mar, você vai descobrir pequenas calas frequentadas unicamente por quem conhece bem a região.

Cap de Creus, Costa Brava, Girona

A estradinha finaliza no Farol. São menos de 10 km entre Cadaqués e o farol, mas como a estrada é estreita e você não vai conseguir andar rápido, calcule que vai demorar meia hora para chegar até ele.

Cap de Creus, Costa Brava, Girona

No farol há um pequeno museu, um barzinho com vistas maravilhosas da Costa Brava (aliás, a parte mais “brava” da Costa Brava), e um restaurante.

Cap de Creus, Costa Brava, Girona

Se você tiver disposição física e um bom calçado, pode tentar se aproximar da ponta do cabo mais próxima do mar.

Dados práticos

A Generalitat de Catalunya, responsável pelo Parque Natural, conta com um site com informações sobre o Cap de Creus. Nele é possível fazer um download de mapas do parque aqui.

A visita ao parque é livre, e este fica aberto 24 horas por dia.

Como chegar no Cap de Creus

Como informado acima, a forma mais fácil de chegar no Cap de Creus é pegando a estrada que sai de Cadaqués. Veja aqui no mapa o caminho a ser seguido.

A opinião do passaporteBCN

Se você for visitar a região de Cadaqués, vale muito a pena dar uma volta pelo Cap de Creus, especialmente em um dia de tempo bom. É um entorno natural muito bonito.

[pinit count="horizontal"]

Begur

Begur, Girona

Begur é um munícipio de 4.300 habitantes, localizado na Costa Brava, na província de Girona. A cidadezinha de Begur é de interesse menor; porém, na área municipal estão situadas algumas das praias mais lindas da Costa Brava.

Begur, Girona

Na cidade de Begur, e se você estiver de carro, vale a pena chegar até o alto das ruínas do seu castelo, com vistas espetaculares da região. Veja aqui a localização exata do castelo no mapa. O castelo é um resto importante da época feudal na região.

Begur, Girona

Mas o que atrai milhares de visitantes a essa região são suas calas, pequenas praias em formato de U protegidas do mar aberto pelas rochas e rodeadas de vegetação, principalmente pinheiros. É uma pena que o incrível visual do mar transparente e suas cores hipnotizantes seja estregado pela visão de milhares de mansões que tomaram conta das encostas das montanhas. Até a maravilhosa Cala Aiguablava recebeu a construção de um horrível parador dominando a praia!

Begur, Girona

Chegue de carro até a Cala Aiguablava (veja sua localização no mapa aqui). É a mais bonita e espetacular de todas. Conta com um estacionamento pago bem ao lado da praia. Unicamente na temporada mais turística, entre julho e agosto, pode ser muito difícil achar um lugar para estacionar. Tente chegar cedo.

Begur, Girona

Se você seguir o caminho que parte do estacionamento acompanhando a encosta direita da montanha, vai conseguir ver a cala do alto, com um visual extraordinário.

Begur, Girona

Desça depois no nível da areia para curtir um ótimo dia de praia na Costa Brava. Você vai ver que logo na entrada da praia há vários bares e restaurantes.

Begur, Girona

No caminho entre Begur e a Cala Aiguablava, com belas vistas da Costa Brava, está o restaurante Ondina, um restaurante simples e agradável com um menú del día por um preço camarada, que costuma incluir algum prato do mar, como a paella da foto acima, que por sinal estava deliciosa, mesmo não tendo a aparência mais típica de uma paella. Veja aqui a localização no mapa do restaurante Ondina.

Como distribuir seu tempo em Begur

Na verdade, não há muito que fazer em Begur além de visitar rapidamente seu castelo e curtir a praia. Em um dia con tempo bom, você pode querer ficar o dia todo na Cala Aiguablava. No inverno, quando já não é temporada de praia, a visita à região pode ser mais rápida, levando menos de meio dia.

Quando visitar Begur

Begur pode ser visitada o ano todo. Mas o ideal seria poder fazê-lo entre junho e setembro, durante a temporada de praia, quando o mar está mais bonito e o tempo acompanha.

Como chegar em Begur

Para poder percorrer as praias de Begur será necessário contar com um carro alugado. Há 130 quilômetros entre Barcelona e Begur, e o tempo aproximado de viagem é de 1 hora e 30 minutos. Veja aqui o caminho a ser seguido.

A opinião do passaporte BCN

A Cala Aiguablava, na área municipal de Begur é um dois exemplos mais lindos do que é uma espetacular praia da Costa Brava. Vale muito a pena incluir Begur em qualquer roteiro pela Costa Brava, principalmente durante a temporada de praia.

[pinit count="horizontal"]

mosteiro de Sant Pere de Rodes

Sant Pere de Rodes, Girona

No munícipo de Port de la Selva, no extremo norte da Costa Brava, já próximo da fronteira com a França, e na ladeira da Serra de Verdera, encontra-se o importante conjunto monumental de Sant Pere de Rodes. O conjunto monumental é muito interessante, mas o que torna o passeio inesquecível são as incríveis vistas da Costa Brava a partir da estrada que liga o mosteiro com a cidadezinha de Port de la Selva.

Sant Pere de Rodes, Girona

O conjunto é formado por três elementos, cada um dos quais representa uma parte muito importante da sociedade feudal:

  • o mosteiro beneditino de Sant Pere de Rodes, o lar dos que rezavam.
  • o castelo de San Salvador de Verdera, que fica no topo da montanha, acima do mosteiro, o abrigo dos que lutavam.
  • e as ruínas do povoado medieval de Santa Cruz de Roda, onde pode ser vista a igreja pre-românica de Santa Elena, a morada dos que produziam.

Sant Pere de Rodes, Girona

O elemento principal do conjunto é o mosteiro, que foi o mais importante do condado de Empúries, sendo um importante lugar de peregrinação devido às relíquias nele custodiadas. Não sabemos qual é a origem exata do mosteiro. Os primeiros documentos falando da existência de Sant Pere de Rodes são do ano 878. Seu máximo esplendor aconteceu entre os séculos XI e XII. Em 1793 foi abandonado pelos monges beneditinos que o ocupavam. Em 1930 foi declarado Monumento Nacional.

Sant Pere de Rodes, Girona

Como está na encosta da montanha, o mosteiro teve que ser construído ocupando terraças. O ponto central é seu claustro do século XII, ao redor do qual estão dispostos os demais elementos do mosteiro, incluindo sua igreja românica de 1022. Os elementos mais visíveis do complexo são a torre campanário do século XII e a torre de defesa do século X.

Sant Pere de Rodes, Girona

No alto da serra pode ser visto o castelo de Sant Salvador de Verdera, que oferecia segurança ao mosteiro. O castelo tinha sido doado ao mosteiro pelos condes de Empúries, mas seu valor estratégico motivou várias disputas entre os condes e os monges.

Sant Pere de Rodes, Girona

Pouco antes de chegar no mosteiro, à direita, podem ser vistos os restos do povoado medieval e da igreja de Santa Elena.

Visita ao mosteiro

É necessária uma caminhada para chegar até o mosteiro. A visita interior é paga. Os detalhes da visita, incluindo horários e preços, podem ser consultados aqui. O castelo fica no alto da montanha, quem tiver disposição física para chegar lá, encontrará uma subida de meia hora por uma encosta íngreme. A recompensa são as maravilhosas vistas da região.

Como chegar em Sant Pere de Rodes

Sant Pere de Rodes, Girona

Só é possível chegar em Sant Pere de Rodes de carro. Sant Pere de Rodes é um daqueles lugares onde o caminho é até mais importante que o destino. O conjunto fica longe demais de Barcelona para poder ser um bate-volta viável no mesmo dia. Para quem parte de Girona, nossa dica é chegar no mosteiro vindo do leste, do interior. Há aproximadamente uma hora de carro entre Girona e o mosteiro.

Sant Pere de Rodes, Girona

Visitado o mosteiro, continue a viagem na direção de Port de la Selva, usufruindo de vistas incríveis da região enquanto a estrada desce vertiginosamente a sua frente. Há menos de meia hora de carro entre Port de la Selva e Cadaqués, uma ótima continuação para o passeio.

Veja aqui o roteiro entre Girona e Cadaqués, passando por Sant Pere de Rodes e Port de la Selva.

Partindo de Girona, e se programando bem, é possível visitar o mosteiro de Sant Pere de Rodes de manhã para chegar em Cadaqués na hora do almoço.

Sant Pere de Rodes combina com…

Como acabamos de ver, é muito fácil integrar Sant Pere de Rodes em um roteiro que visite também Girona e Cadaqués.

A opinião do passaporte BCN

Se você estiver planejando conhecer a lindíssima Cadaqués, extenda sua viagem para se deslumbrar com algumas das paisagens mais espetaculares da Costa Brava, no caminho do mosteiro de Sant Pere de Rodes.

[pinit count="horizontal"]

Calella de Palafrugell

Calella de Palafrugell, Girona

Calella de Palafrugell é um antigo vilarejo de pescadores, vinculado ao município de Palafrugell, que fica na Costa Brava, na província de Girona. É um bate-volta muito fácil para quem está percorrendo a região de Girona e da Costa Brava e um bate-volta para quem pretende sair de Barcelona.

Calella de Palafrugell, Girona

Apesar de ter mantido a aparência de vilarejo de pescadores, com casinhas brancas e a ausência de grandes construções, atualmente a principal atividade econômica de Calella de Palafrugell é o turismo, principalmente nos meses de verão.

Calella de Palafrugell, Girona

Milhares de pessoas visitam Calella de Palafrugell durante o verão atraídas principalmente pelas pequenas praias do balneário, espalhadas ao longo de vários quilômetros de costa.

Calella de Palafrugell, Girona

Além das praias, Calella de Palafrugell é famosa pelo Festival de Cap Roig, que reúne grandes nomes da música mundial durante o verão. A tradicional Cantada de Habaneras, no começo do verão, também atrai milhares de turistas até a cidadezinha. As habaneras são um canto típico tradicional dos vilarejos de pescadores.

O que fazer em Calella de Palafrugell

Calella de Palafrugell, Girona

Calella de Palafrugel é um vilarejo muito lindo. Quem pretende visitá-lo durante os meses de verão poderá aproveitar para tomar banho de mar em qualquer uma das suas praias e calas. Durante os demais meses do ano, é um destino bonito para dar um passeio tranquilo frente ao mar.

Calella de Palafrugell, Girona

Uma das praias com o visual mais selvagem, a praia del Golfet, fica ao sul do vilarejo, exatamente aqui. É possível chegar nela a pé, acompanhando o litoral, ou se aproximando de carro até a parte superior da praia.

Calella de Palafrugell, Girona

Para quem estiver de carro, outro lugar de interesse, no vizinho vilarejo de Llafranc, é o farol de Sant Sebastià. Fica no alto de um morro e conta com vistas espetaculares da Costa Brava. Veja a localização exata do farol aqui. Um pouco acima do farol há um hotel com restaurante, o El Far Hotel, que conta com vistas ainda mais espetaculares da região.

Como distribuir seu tempo em Calella de Palafrugell

Calella de Palafrugell, Girona

Calella de Palafrugell é um vilarejo bastante pequeno. Fora da temporada de praia, pode ser percorrido em até duas horas. Já durante o verão, quem quiser curtir a praia pode dedicar o dia completo ao destino.

Quando visitar Calella de Palafrugell

Calella de Palafrugell pode ser visitada o ano todo. Durante os meses de julho e agosto a cidade fica muito lotada e resulta quase impossível encontrar um lugarzinho nas suas praias.

Como chegar em Calella de Palafrugell

Como não há trem até Calella de Palafrugell, o viajante conta unicamente com duas opções básicas para ir de Barcelona até o vilarejo: o carro ou o ônibus.

1. Até Calella de Palafrugell de carro.

O carro é provavelmente o meio de transporte mais interessante para visitar Calella de Palafrugell.

Há 130 quilômetros entre Barcelona e Calella de Palafrugell, e o tempo aproximado de viagem é de 1 hora e 30 minutos. Veja aqui o caminho a ser seguido.

Existe um estacionamento pago na entrada de Calella de Palafrugell (veja aqui a localização no mapa). Não recomendamos entrar no vilarejo de carro, onde é quase impossível estacionar. Veja as dicas para alugar um carro na Espanha do nosso Espanha Total.

2. Até Calella de Palafrugell de ônibus.

Não existe um ônibus direto de Barcelona a Calella de Palafrugell. Será preciso viajar entre Barcelona e Palafrugell com a empresa Sarfa e depois pegar um ônibus local. Se você tiver algum problema para pesquisar preços e horários, peça ajuda para a gente, tentaremos dar uma mão!

Calella de Palafrugell combina com…

É muito fácil combinar uma visita a Calella de Palafrugell com a cidade de Girona.

Se você estiver de carro, é muito fácil combinar a visita a Calella de Palafrugell com outros destinos na Costa Brava.

A opinião do passaporte BCN

Calella de Palafrugell, Girona

Calella de Palafrugell é um lindo vilarejo com várias praias excelentes. Fora dos meses de julho e agosto, quando o destino fica saturado de visitantes, é uma cidade imperdível em qualquer roteiro pela Costa Brava.

[pinit count="horizontal"]

Cadaqués

Cadaqués, Girona

Cadaqués é um pequeno vilarejo de menos de 3.000 habitantes que fica na Costa Brava, na província de Girona, próximo da fronteira com a França. A origem do nome está no termo “Cap de Quers”, que significa “cabo de rochas”. É um bate-volta muito fácil para quem está percorrendo a região de Girona e da Costa Brava e um bate-volta mais puxado para quem pretende sair de Barcelona.

Cadaqués, Girona

Tradicional vilarejo de pescadores, já desde o século XVI, hoje a riqueza principal de Cadaqués é o turismo. No começo do século XX, Cadaqués ainda era um vilarejo isolado, o que atraia muitos artistas que procuravam a tranquilidade do local. Em 1958, o artista Marcel Duchamp escolheu a cidade para suas férias de verão.

Cadaqués, Girona

Mas quem colocou Cadaqués no mapa foi o genial Salvador Dalí que, ao regressar de Nova Iorque em 1948, resolveu morar em Portlligat, parte do município de Cadaqués. Na sua casa recebeu visitantes tão ilustres quanto Pablo Picasso ou Joan Miró. O sucesso turístico de Cadaqués, já no século XX, atrai multidões de visitantes durante o verão, que tiram um pouco do charme da vila. Durante os demais meses do ano, quem visitar Cadaqués vai encontrar uma cidadezinha irresistivelmente linda.

O que fazer em Cadaqués

Cadaqués, Girona

Cadaqués é muito provavelmente um dos vilarejos mais lindos, não só da Costa Brava, mas de todo o litoral espanhol. O maior charme da cidadezinha está no seu lindo visual de casas brancas e mar azul. Passear pelas ruas de Cadaqués, principalmente aquelas viradas para o mar, é uma autêntica delícia e uns dos programas obrigatórios na cidade. É importante entender que Cadaqués é um destino para quem procura descansar e fugir do agito.

Cadaqués, Girona

Além da própria cidadezinha, há mais dois outros lugares muito próximos que vale a pena conhecer:

  • Portlligat, onde está a Casa de Salvador Dalí, hoje um museu.
  • o Parque Natural del Cabo de Creus, um lindo passeio para quem está de carro.

Como distribuir seu tempo em Cadaqués

Cadaqués, Girona

Cadaqués é um vilarejo muito pequeno, para os mais apressados a visita não deve levar mais de 2 horas. Mas indicamos dedicar o dia completo a Cadaqués, incluindo as visitas a Portlligat e o Parque Natural del Cabo de Creus.

Quando visitar Cadaqués

Cadaqués pode ser visitada o ano todo. Durante os meses de julho e agosto a cidade fica muito lotada. Os acessos a Cadaqués ficam entupidos de carros e encontrar um lugar para estacionar vira uma façanha.

Como chegar em Cadaqués

Como não há trem até Cadaqués, o viajante conta unicamente com duas opções básicas para ir de Barcelona até o vilarejo: o carro ou o ônibus.

1. Até Cadaqués de carro.

O carro é provavelmente o meio de transporte mais interessante para visitar Cadaqués.

Há 170 quilômetros entre Barcelona e Cadaqués, e o tempo aproximado de viagem é de 2 horas e 5 minutos. Veja aqui o caminho a ser seguido.

Existe um estacionamento pago na entrada de Cadaqués. Não recomendamos entrar no vilarejo de carro. Na temporada alta pode ser difícil encontrar um lugar para estacionar, inclusive no estacionamento pago. Veja as dicas para alugar um carro na Espanha do nosso Espanha Total.

2. Até Cadaqués de ônibus.

Existe uma rota de ônibus direto de Barcelona a Cadaqués. É operada pela empresa Sarfa e os preços e horários atualizados podem ser conferidos aqui. Se você tiver algum problema para pesquisar preços e horários, peça ajuda para a gente, tentaremos dar uma mão!

Há vários ônibus por dia, e o tempo aproximado de viagem é de 2 horas e 45 minutos.

Cadaqués combina com…

É muito fácil combinar uma visita a Cadaqués com a cidade de Girona.

Se você estiver de carro, é muito fácil combinar a visita a Cadaqués com outros destinos na Costa Brava.

A opinião do passaporte BCN

Cadaqués, Girona

Cadaqués é um delicioso vilarejo à beira-mar que certamente encantará a seus visitantes. É uma das cidadezinhas mais lindas da costa espanhola. Visitar Cadaqués como um bate-volta saindo de Barcelona é bastante puxado, mas é um ponto imprescindível em qualquer roteiro mais detalhado pela região.

[pinit count="horizontal"]

Tossa de Mar

Tossa de Mar, Girona

Tossa de Mar é um pequeno vilarejo de 6.000 habitantes que fica na Costa Brava, província de Girona. Ao ficar no extremo sul da Costa Brava, e portanto mais próximo de Barcelona, é um dos destinos mais procurados por quem quer realizar um bate-volta no mesmo dia até a Costa Brava, saindo da capital da Catalunha.

Antigo vilarejo de pescadores, hoje a principal riqueza de Tossa de Mar é o turismo. O que atrai tantos visitantes até o vilarejo é a combinação de patrimônio histórico e praias.

O que ver em Tossa de Mar

Apresentamos a seguir as principais atrações turísticas de Tossa de Mar.

1. Recinto amuralhado da Vila Vella

Tossa de Mar, Girona

O recinto amuralhado da Vila Vella (vila antiga) é o cartão postal de Tossa de Mar. É o único exemplo que resta de vilarejo medieval fortificado na costa da Catalunha. Foi declarado monumento histórico-artístico nacional em 1931. A muralha dentro da qual está a Vila Vella foi construída no século XIII. Conta com várias torres e portas de acesso.

Tossa de Mar, Girona

A Vila Vella é um lugar muito charmoso, de ruas estreitas e íngremes, com barzinhos, lojas e restaurantes. À caminho do farol, no ponto mais alto de Tossa de Mar, podem ser vistas as ruínas da antiga igreja de San Vicente.

Tossa de Mar, Girona

Na descida, aproxime-se da Torre d’en Joanàs (na foto acima), que domina a baía de Tossa de Mar, e desça até o centro do vilarejo pelo pequeno caminho que percorre a parte alta da muralha.

2. Faro de Tossa

Tossa de Mar, Girona

O Faro (farol) de Tossa, na parte mais alta da Vila Vella, é hoje o Centro de Interpretación de los Faros del Mediterrâneo (ingresso pago). Vale a pena subir ate o farol (que não é muito alto) para contemplar as vistas da Costa Brava.

Bem ao lado do farol há um barzinho com deck e uma localização insuperável. Um ótimo lugar para um pit-stop antes de começar a descida.

3. Cala Es Codolar

Tossa de Mar, Girona

A Cala Es Codolar é uma pequena praia rodeada por altas paredes de rocha. É uma praia de fácil acesso a partir do pé da muralha da Vila Vella. Conta com águas transparentes. Como é uma praia pequena costuma ficar lotada durante a temporada alta.

4. Bairro de Sa Roqueta

Tossa de Mar, Girona

Perca-se percorrendo as charmosas ruas do bairro de Sa Roqueta, o tradicional bairro de pescadores, que fica fora do recinto amuralhado de Tossa de Mar.

5. Vila romana de Els Ametllers

Tossa de Mar, Girona

Restos de uma importante vila romana, descobertos em 1914. São restos de menor interesse, mas como ficam no caminho que leva da rodoviária até o centro de Tossa de Mar, e a visita é gratuita, não há razão para não dar uma espiadinha. Os restos encontram-se em dois níveis. Suba até o nível superior para ver os restos de mosaicos.

6. Casa Sans (Hotel Diana)

Tossa de Mar, Girona

Na primeira linha da orla de Tossa de Mar encontra-se a Casa Sans, hoje ocupada pelo Hotel Diana, um prédio singular que combina diferentes estilos, incluindo o modernista. Seu interior está lindamente preservado. Entre no hotel pelo lado da praia para contemplar o espetacular pátio interior com seus magníficos vitrais modernistas.

7. Passeios de barco

Tossa de Mar, Girona

Na parte da praia principal de Tossa, mais próxima da muralha, você verá os guichês de várias empresas que vendem passeios de barco com saída na própria praia. Em um dia de mar calmo e tempo bom um passeio de barco oferece uma chance única de contemplar a Costa Brava.

8. Praia

Tossa de Mar, Girona

Se você não abre mão da chance de tomar um banho de mar, a praia principal de Tossa de Mar é um lugar excelente para fazê-lo. Você vai ver que a parte direita da praia, mas próxima da muralha, é utilizada pelos barcos que entram e saem do vilarejo. A parte central é mais tranquila. Se você gosta de fazer snorkel, nas rochas próximas à muralha e também da parte esquerda da praia há uma chance muito boa de ver peixes de diferentes espécies.

Onde comer em Tossa de Mar

Tossa de Mar, Girona

Tossa de Mar é um lugar muito turístico com inúmeros restaurantes oferecendo menús fechados por um preço fixo. Deixe-se levar pela sua intuição e escolha aquele que você achar mais simpático. A oferta é farta! Se você gosta de peixe e frutos do mar, aproveite para se deliciar com os produtos extraídos do Mediterrâneo!

Na hora de tomar um suco ou um sorvete, você descobrirá também que as opções são inúmeras, especialmente nas estreitas ruas do centrinho do vilarejo.

Como distribuir seu tempo em Tossa de Mar

Tossa de Mar

Tossa de Mar é uma cidade bastante pequena. Por isso, você não precisa se preocupar em seguir um roteiro pre-estabelecido. Pode caminhar tranquilamente pelo vilarejo, fazendo pequenas descobertas.

O que recomendamos, especialmente se você for fazer a visita em um dia de calor, é que comece a percorrer a parte antiga da cidade primeiro, subindo até a parte mais alta do recinto amuralhado, para depois descer na praia, almoçar e continuar seu passeio até a hora de voltar para Barcelona.

Quando visitar Tossa de Mar

Tossa de Mar, Girona

Tossa de Mar pode ser visitada o ano todo. Mas se você quiser pegar praia e contemplar as maravilhosas cores do mar durante o verão, escolha visitar a cidade entre junho e setembro. É quando Tossa de Mar está mais lotada, muito especialmente em julho e agosto, mas é também quando está mais bonita.

Tossa de Mar, Girona

Se você visitar Tossa entre novembro e março, vai ter o vilarejo todo para você, a presença de turistas é muito pequena. No inverno, confira a previsão do tempo (clique aqui) antes de viajar até Tossa de Mar. Com previsão de tempo ruim ou chuva, o bate-volta não vale a pena.

Como chegar em Tossa de Mar

Como não há trem até Tossa de Mar, o viajante conta unicamente com duas opções básicas para ir de Barcelona até o vilarejo: o carro ou o ônibus.

1. Até Tossa de Mar de carro.

Visitar Tossa de Mar de carro será interessante unicamente se você estiver realizando um roteiro pela Costa Brava ou pela província de Girona. Pode interessar também no caso de grupos de três ou mais pessoas.

Há 88 quilômetros entre Barcelona e Tossa de Mar, e o tempo de viagem aproximado é de 1 hora e meia. Parte da rodovia que leva até Tossa de Mar é pedagiada. Veja aqui o caminho a ser seguido.

Na temporada alta é difícil estacionar na parte antiga de Tossa de Mar. No entanto, você encontrará vários estacionamentos pagos nas entradas ao vilarejo.

2. Até Tossa de Mar de ônibus.

O ônibus é a melhor opção para quem quer realizar um passeio descomplicado até Tossa de Mar. A empresa que viaja entre Barcelona e Tossa de Mar é a Sarfa. Os ônibus partem da estação de ônibus Barcelona Nord.

Tossa de Mar, Girona

O guichê da empresa fica no andar superior da rodoviária (veja foto acima). Confira preços e horários no site da Sarfa. Escolha BARCELONA Estació del Nord como origem e TOSSA Estació como destino. Há vários serviços ao longo do dia. Se você precisar de assistência para encontrar os preços e horários, pergunte para a gente na caixa de comentários e tentaremos ajudar você.

Normalmente, não seria um problema comprar as passagens de ônibus no mesmo dia da viagem. Mas se você estiver viajando na temporada alta e quiser garantir suas passagens, vá um dia antes até a rodoviária para garantir suas passagens. Os assentos no ônibus são marcados.

A minúscula rodoviária de Tossa de Mar fica no perímetro do vilarejo (veja sua localização no mapa aqui). No prédio que fica ao lado da rodoviária, com entrada pela Plaça de les Nacions sense Estat, está o escritório de turismo da cidade, um lugar excelente para conseguir um mapa do vilarejo e pedir orientações (veja a localização aqui no Google Street View).

Mapa anotado de Tossa de Mar

Clique aqui para abrir um mapa anotado de Tossa de Mar, onde identificamos todos os lugares de interesse mencionados no texto.

Mais informações sobre Tossa de Mar

Tossa de Mar, Girona

O site oficial de turismo da cidade de Tossa de Mar é uma boa fonte de informações sobre a cidade. Aproveite para consultá-lo.

Nele é possível descarregar vários folhetos turísticos de Tossa de Mar em formato PDF.

A opinião do passaporte BCN

Tossa de Mar, Girona

Se você estiver interessado em conhecer a região da Costa Brava e contar unicamente com um dia para fazê-lo, Tossa de Mar é a escolha perfeita. É um lugar muito lindo, pequeno e compacto e muito fácil de se chegar. É também um destino ideal para famílias com crianças. Com tempo bom, um passeio perfeito!

[pinit count="horizontal"]

Costa Brava

Calella de Palafrugell, Costa Brava

Bem-vindos ao nosso especial sobre a Costa Brava, um espetacular destino ao norte de Barcelona. No especial vamos apresentar todas as informações necessárias para preparar sua viagem até a Costa Brava.

Apesar de incluirmos essa região entre os bate-voltas saindo de Barcelona, a Costa Brava não deve ser encarada como um passeio de um dia e sim como uma extensão da sua viagem a Barcelona.

O que é exatamente a Costa Brava?

Tossa de Mar, Costa Brava

Costa Brava é o nome que recebe um trecho da costa da província de Girona entre Blanes e a frontera com a França. Comprende as comarcas (uma divisão administrativa local) de Selva, Baix Empordà e Alt Empordà.

O termo Costa Brava foi usado pela primeira vez em 1908, e é uma referência ao caráter rochoso da costa. A exploração turística da região começou entre as décadas de 1950 e 1960. Hoje é um destino turístico muito importante.

Os principais municípios da Costa Brava são, de sul a norte, Blanes, Lloret de Mar, Tossa de Mar, Palamós, Palafrugell, Begur, Pals, L’Escala, San Pedro Pescador, Roses, Cadaqués, Port de la Selva, Llansá e Portbou.

Girona e outros destinos turísticos importantes da província do mesmo nome, como Figueres, Banyoles, Besalú ou Castellfollit de la Roca não formam parte da Costa Brava. Porém, aqui no passaporte BCN tratamos eles junto com os destinos da Costa Brava pela sua proximidade geográfica e pelo fato que Girona é uma base ideal para explorar a região.

Quando visitar a Costa Brava

Calella de Palafrugell, Costa Brava

Teoricamente, a Costa Brava pode ser visitada os 12 meses do ano. Porém, quem quiser pegar praia vai necessariamente ter que trabalhar com uma faixa de tempo muito mais reduzida, entre junho e setembro. Vamos avaliar todos os meses do ano com destaque para os mais favoráveis para a praia.

  • janeiro, fevereiro e março na Costa Brava. Temporada baixa. Bastante frio e zero chances de pegar praia. Muitos bares, restaurantes e hotéis estão fechados. O número reduzido de horas de luz faz que os dias rendam muito pouco na região. Quem for visitar a Costa Brava no período deverá focar em visitar vilarejos e atrações históricas. Muito próximas da Costa Brava, é uma época boa para visitar tanto Girona quanto Figueres. Sem sair da província de Girona, é igualmente uma época excelente para quem quiser esquiar em La Molina ou se divertir na neve no Vall de Núria.
  • abril e maio na Costa Brava. Continua sendo temporada baixa. As temperaturas ficam mais amenas, apesar de ser uma época de bastante chuva. Os dias vão contando com mais horas de luz e o aproveitamento dos passeios é melhor. Mesmo assim, quem for visitar a Costa Brava no período ainda deverá focar em visitar vilarejos e atrações históricas. Muito próximas da Costa Brava, é uma época boa para visitar tanto Girona quanto Figueres.
  • junho na Costa Brava. Junho é quando a Costa Brava acorda para o turismo. As temperaturas vão ficando mais quentes aos poucos e começa a temporada de praia, apesar de que a temperatura do mar é ainda muito fria, porque o mar ainda não teve tempo suficiente para esquentar. O grande número de horas de luz faz que o aproveitamento dos dias seja ótimo. É um mês com preços de temporada média e uma presença moderada de turistas na região. É um mês ótimo para visitar os vilarejos da costa antes da chegada das multidões durante o verão, e também continua sendo um periodo ótimo para visitar tanto Girona quanto Figueres.
  • julho e agosto na Costa Brava. São os dois meses de temporada alta na região. As boas temperaturas atraem os turistas, que lotam a Costa Brava. São registrados os preços mais caros do ano. Os vilarejos ficam mega lotados de gente e muitas das estradas mais estreitas da região ficam insuportavelmente colapsadas. Fica até difícil chegar nas diminutas praias da Costa Brava. É um bom período para visitar Girona.
  • setembro na Costa Brava. Setembro é o último mês do ano para quem quer aproveitar as praias da região. O mês é de temporada média, com menos turistas que em julho e agosto. É um mês ótimo para visitar os vilarejos da costa depois da partida das multidões durante o verão, e também continua sendo um periodo ótimo para visitar tanto Girona quanto Figueres.
  • outubro na Costa Brava. Começa de novo a temporada baixa. A temporada de praia terminou e tempo vai mudando aos poucos, indo ao encontro do inverno. Os dias vão contando com menos horas de luz e o aproveitamento dos passeios é menor. Quem for visitar a Costa Brava no período deverá focar em visitar vilarejos e atrações históricas. Muito próximas da Costa Brava, é uma época boa para visitar tanto Girona quanto Figueres.
  • novembro e dezembro na Costa Brava. Meses muito parecidos com janeiro e fevereiro. Está chegando o inverno e qem for visitar a Costa Brava no período deverá focar em visitar vilarejos e atrações históricas. Muito próximas da Costa Brava, é uma época boa para visitar tanto Girona quanto Figueres.

Roteiros pela Costa Brava

Tentar destrinchar a região da Costa Brava de Girona não é algo simples. Com o intuito de facilitar a tarefa de incluí-la na sua viagem, vamos publicar várias ideias de roteiros para percorrer a Costa Brava e vilarejos do interior da província de Girona. Vamos contemplar tanto quem está de carro alugado como aqueles que pretende usar o transporte público, diferenciando quem quer viajar no verão e quem pretende fazê-lo no inverno.

A quantidade de combinações possíveis é interminável, e por isso queremos que você se sinta à vontade para adaptar nossos roteiros às suas necessidades e interesses.

Veja a seguir um índice dos roteiros publicados até a data. Abra o texto roteiros pela Costa Brava para ver o detalhe completo de cada um deles.

roteiro 1 | 3 dias em Girona no frio [de carro]
Um roteiro de três dias (duas noites), para ser completado de carro, visitando Besalú, Girona, o mosteiro de Sant Pere de Rodes, Cadaqués, o parque natural do Cap de Creus, Pals, Peratallada e Tossa de Mar. Clique aqui para ver o roteiro completo.

roteiro 2 | 4 dias em Girona no calor [de carro]

Um roteiro de quatro dias (três noites), para ser completado de carro, visitando Besalú, Castellfollit de la Roca, Girona, o mosteiro de Sant Pere de Rodes, Cadaqués, o parque natural do Cap de Creus, Pals, Peratallada, Calella de Palafrugell, Begur e Tossa de Mar. Clique aqui para ver o roteiro completo.

Em breve acrescentaremos novos roteiros à lista. Volte por aqui para conferir.

Textos sobre destinos na Costa Brava

Veja mais informações nos seguintes textos sobre destinos na província de Girona:

Dúvidas sobre a Costa Brava?

Quer visitar a Costa Brava e ficou com alguma dúvida? Deixe sua consulta na caixa de comentários do presente texto ou nas caixas de qualquer um dos textos que formam parte das nossas dicas sobre a Costa Brava. Vamos tentar te ajudar o antes possível.

[pinit count="horizontal"]