Horta-Guinardó

bairros 07 horta guinardo

Horta-Guinardó é um dos distritos mais extensos de Barcelona, e se encontra na região nordeste da cidade.

Vista do bairro de El Carmel

O Hospital de la Santa Creu i Sant Pau, no bairro de Guinardó

O distrito de Horta-Guinardó está formado por onze bairros:

  • Baix Guinardó
  • Can Baró
  • El Guinardó
  • La Font d’en Fargues
  • El Carmel
  • La Teixonera
  • Sant Genís dels Agudells
  • Montbau
  • Vall d’Hebrón
  • La Clota
  • Horta


Visualizar BCN Horta-Guinardó em um mapa maior

Há três razões que podem levar o turista até o distrito de Horta-Guinardó:

6 pensamentos sobre “Horta-Guinardó”

  1. Olá, Tony!

    Estava com planos de ficar em Les Corts, mas vi uma hospedagem no Airbnb a um bom preço em Guinardó, próximo à estação Maragall. No que se refere a segurança e facilidade de se locomover pelas atrações da cidade (contando dois bate-voltas – Montserrat e Tossa de Mar), comparando-se com Les Corts, Guinardó é uma boa região para se hospedar? Abraço!

    1. Tony

      Olá Thiago, o endereço próximo da estação Maragall é bastante fora de mão, mas está bem comunicado com o resto da cidade. Les Corts é um distrito muito grande, para poder fazer qualquer comapração precisaríamos de uma referência mais concreta. Pelo impacto, cada vez mais negativo, que está tendo na vida dos moradores de Barcelona, gostaríamos que cada vez menos leitores ficassem hospedados em apartamentos da rede AirBnb (saiba mais lendo o texto AirBnb em Barcelona, no olho do furacão). Em Barcelona, o AirBnb está sendo usado por fundos de investimento estrangeiros para lucrar com o sucesso turístico da cidade, deixando que os moradores de Barcelona paguem a conta, em termos de valores de aluguéis cada vez mais caros e um inferno para quem acaba tendo um ou vários apartamentos do AirBnb no seu condomínio. Abraço.

      1. Oi Tony!

        Obrigado por responder. Fiquei um pouco triste em saber como o turismo predatório tem prejudicado Barcelona (e curioso notar como esse prejuízo é diferente do prejuízo que ocorre em países menos desenvolvidos, como Peru e Filipinas, onde as pessoas deixam sua vida e seu trabalho tradicional para viver do turismo, causando uma degeneração cultural do lugar). Bem, nunca me hospedei pelo AirBnb e acho melhor não fazê-lo mesmo, ao menos em BCN.

        Sobre o Les Corts, estou com uma reserva no Dream Cube Hostel, entre a Diagonal e a Josep Tarradellas, mas vi o Hostel Pere Tarres, na Carrer de Numancia próximo ao L’Illa Diagonal. O Dream Cube tem um visual mais bonito e o Pere Tarres é mais em conta. Você os conhece?

        Vou chegar no dia 22/08. Vou num voo de Pequim até Madri, depois trem até Valência (deixei 5 horas de intervalo entre a chegada no aeroporto e a partida do trem). Vou ficar 5 horas em Valência pra dar uma passada na Cidade das Artes e das Ciências e chego em Barcelona depois das 22h. Vou ficar 6 dias na cidade e estou cogitando passar a última noite no aeroporto, já que no dia seguinte às 6h30 tenho voo para Paris. Minha esposa e eu estamos no esquema budget travel, hehe. Abraço!

      2. Tony

        Prezado Thiago, agradecemos muito sua sensibilidade e sua capacidade de ir além do que é o benefício pessoal. Pode até ser que se hospedar no AirBnb saia mais em conta (nas inúmeras vezes que fizemos pesquisas, nunca foi o caso), mas a rede de hospedagem está tendo um impacto tão negativo em Barcelona que não tem como justificar essa escolha. Como sua consulta não está mais relacionada com o assunto do presente texto, o distrito de Horta-Guinardó, queriímos pedir uma gentileza: deixe sua consulta na nossa consultoria de hospedagem, onde responderemos o antes possível. Abraço.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *