Colònia Güell

Colònia Güell, Barcelona

A Colònia Güell é um bate-volta muito interessante, especialmente para quem curte arte, arquitetura e história, e que pode ser feito em meio dia. A Colònia fica na grande Barcelona e seu grande destaque é a igreja desenhada por Antoni Gaudí e declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO.

Um pouco de história

Colònia Güell, Barcelona

A Colònia Güell poderia ser definida como um experimento de organização sócio-laboral, que teve como responsável Eusebi Güell, um rico empressário do ramo têxtil e que foi o grande mecenas de Antoni Gaudí. Em 1890, Eusebi Güell trasladou uma fábrica que tinha em Sants (hoje um bairro de Barcelona) para um terreno de sua propriedade em Santa Coloma de Cervelló.

Colònia Güell, Barcelona

Na época, Barcelona passava por um período de grandes conflitos sociais, e para fugir deles Güell idealizou uma colônia industrial. Tratava-se de uma pequena cidade com moradias para os operários da sua fábrica, junto com instalações culturais e religiosas que permitissem que seus habitantes levassem uma vida sem contato com as ideias revolucionárias presentes na grande cidade.

Colònia Güell, Barcelona

Para a construção da Colònia, Güell contou com a colaboração de conhecidos arquitetos, como Francesc Berenguer ou Joan Rubió. O projeto mais importante, a construção da igreja da Colònia Güell, foi destinado a Antoni Gaudí.

Colònia Güell, Barcelona

A Colònia atraiu muitas famílias pobres do interior rural. Tudo na Colònia tinha como objetivo principal melhorar a produtividade na fábrica de Güell, mas também é certo que as famílias que mudaram para ela tiveram, muitas vezes, uma grande melhoria nas condições de vida.

Colònia Güell, Barcelona

Em 1936, no começo da Guerra Civil Espanhola, a fábrica foi coletivizada. No final da guerra Güell recuperou a propriedade, que foi vendida em 1943. A fábrica fechou em 1973. Hoje os prédios do “Recinto industrial”, onde ficava a fábrica, estão ocupados por escritórios.

A visita

Colònia Güell, Barcelona

Visitar a Colònia Güell hoje é como percorrer uma tranquila cidade do interior. As moradias dos operários da antiga fábrica continuam habitadas, e no passeio pelas ruas da Colònia, pode ser visto o exterior de prédios com muita história: a casa do secretário, que era o centro de saúde, a moradia do médico, a espetacular escola e moradia do professor…

Colònia Güell, Barcelona

Algumas casas, como Ca l’Espinal (foto acima), do arquiteto Joan Rubió i Bellver, são especialmente lindas.

Colònia Güell, Barcelona

Chegando na Colònia Güell, é preciso ir até o Centro de Interpretación de la Colònia Güell, que fica no prédio que foi a cooperativa de consumo da Colònia (foto acima).

Colònia Güell, Barcelona

Dentro do Centro há vários espáços com painéis informativos e montagens audiovisuais, relatando a história da Colònia e do projeto da igreja realizado por Gaudí. No Centro é fornecido um mapa com um roteiro de visitação e um audioguia. O Centro é também o lugar onde são comprados os ingressos para visitar a igreja.

Colònia Güell, Barcelona

A cripta

Cripta de la Colònia Güell, Barcelona

O ponto alto da visita à Colònia Güell é a espetacular cripta/igreja obra de Antoni Gaudí, declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO. Leia informações detalhadas sobre o lugar no nosso texto Cripta de la Colònia Güell.

Cripta de la Colònia Güell, Barcelona

A cripta fica muito perto do Centro de Interpretação.

Ingressos e horários

Confira na página oficial da Colònia Güell os horários de visitação e preços atualizados.

Quem quiser percorrer a Colònia por conta não precisa pagar nada. Mas é necessário comprar ingresso para visitar a igreja, a principal razão do bate-volta. Indicamos o ingresso com audioguia para aproveitar ao máximo o percurso pela Colònia e a Cripta.

ingresso com desconto

A BCN Shop é a loja oficial de turismo da cidade de Barcelona, parceira do passaporte BCN. Saiba mais sobre ela aqui. Na BCN Shop você compra seus ingressos para a Colònia Güell com desconto exclusivo aqui.

Como chegar

Colònia Güell, Barcelona

A melhor forma de chegar na Colònia Güell é um trem regional operado pelos Ferrocarrils de la Generalitat de Catalunya (FGC).

É preciso ir até a estação da FGC que fica no subsolo da Plaça Espanya e procurar por um trem das linhas S33, S8 ou S4. Qualquer uma das três serve. Existe um trem a cada 20 minutos aproximadamente.

Colònia Güell, Barcelona

Sua passagem de metrô não serve para viajar até a Colònia Güell. Se você não tiver comprado um pacote combinado de ingresso e passagem de trem, pode comprar as passagens nas máquinas da estação.

Escolha a primeira opção na parte superior esquerda da tela (Bitllet senzill FGC em catalão) para comprar um bilhete de ida. Não é possível comprar bilhete de ida e volta. Em fevereiro de 2014 a passagem tinha um custo de 3€. Selecione a estação Colònia Güell. Para voltar, compre a passagem na máquina da estação da Colònia Güell.

Colònia Güell, Barcelona

A viagem dura 22 minutos. Chegando na estação Colònia Güell, acompanhe as indicações para chegar no Centro de Interpretação. Está muito bem sinalizado.

Colònia Güell, Barcelona

No chão, as pisadas pintadas com tinta azul indicam o caminho.

Na hora do almoço

Colònia Güell, BarcelonaColònia Güell, Barcelona

Há três restaurantes na colônia que oferecem um “menú del día” (veja restaurantes: manual de uso) entre 9€ e 14€.

Colònia Güell, Barcelona

Aparecem identificados no mapinha que é entregue a quem visita a Colònia.

Mapa

Veja no seguinte mapa a localização da Colònia Güell e dos principais pontos de interesse dentro dela.


Ver Colònia Güell num mapa maior

A opinião do passaporte BCN

Se você estiver interessado em Gaudí, quiser conhecer uma das suas obras mais lindas e ainda ver o que se conservou de um projeto sócio-laboral que faz parte da história industrial de Barcelona, a Colònia Güell é um bate-volta muito agradável e recomendado.

19 comentários em “Colònia Güell”

  1. Avatar

    Oi Tony!
    Chegarei em Barcelona no dia 28/12 as 8:30h, na sua opinião dá tempo de fazer o bate e volta até a Colônia Guell? Fiquei com um pouco de receio porque me informei que por ser domingo lá fecha as 15h….
    Obrigada!!

    1. Tony

      Prezada Fabricia, sempre pedimos para todo mundo calcular duas horas entre a chegada prevista do seu voo em Barcelona e a saída do hotel já pronta para percorrer a cidade (chegando de trem, calcule 1 hora). Isso significa que você não estaria embarcando para a Colònia Güell antes das 11. É muito corrido, não vale a pena. Escolha um passeio diferente para esse dia. Abraço.

  2. Avatar

    Olá! Adorei as dicas! Estou pensando em ir à Colonia Guell semana que vem, quando ficarei quatro dias em Barcelona. Olhando o site oficial, ele dá opções de ingressos, e uma delas é ‘entrada geral + audioguia+ transporte’. Esse transporte seria para andar pela colonia?Vale a pena ou dá para fazer o percurso até a Cripta a pé?
    Outra pergunta: dá para comprar na hora ou é altamente recomendado comprar pela internet?

    Obrigada

    1. Tony

      Prezada Ludy, a colónia é pequena e é percorrida a pé. O “transporte” nas opções de ingressos é a ida e volta no trem que sai de Barcelona. Pode comprar os ingressos na hora sem problemas ou comprar pela internet com desconto. Abraço.

  3. Avatar

    Oi Tony! Oi Cecília!

    Pensei em visitar a Colonia pela manhã e de tarde ir para Sitges.
    Vcs acham que combina?
    Tem como me locomover de trem ou ônibus direto da Colonia para Sitges ou me indicam voltar para Bcn?

    Agradeço a orientação!

    Abraços,

    Caroline

    1. Tony

      Prezada Caroline, infelizmente, para ir da Colònia Güell até Sitges você vai precisar voltar de trem até a Plaça Espanya em Barcelona, pegar o metrô (linha 3, verde) até a estação de Sants e ali subir no trem de Sitges. Dependendo do tempo que quiser dedicar à Colònia Güell, pode ficar um pouco corrido para curtir bem Sitges. Abraço.

  4. Avatar

    Quando estive lá em janeiro de 2014 eu não sabia do bilhete diferenciado e cheguei, e voltei, com o bilhete de metrô (kkk).
    Só deu problema na hora de fazer a baldeação na volta, já em Barcelona, então procurei um funcionário que me disse que estava tudo errado e ainda liberou minha passagem. Acho que ele só não me multou (€100) por que viu que eu era uma turista desorientada! kkkkk
    Ah, e para pegar o trem de volta… Perdi dois trens porque fiquei “fora” da área de embarque, sob a marquise. Se não ficar ali os trens não param! kkk

    1. Tony

      Obrigado pelo retorno, Carla. Parece que tem um funcionário muito gentil na linha, já tivemos outro caso parecido ao seu, de leitor que foi até Montserrat com a passagem do metrô e que, quando descoberto, não foi multado. Mas é melhor não arriscar, a multa é pesada! Os trens costumam parar sempre nas estações do seu percurso. Até porque não existe um botão para solicitar a parada e o conductor do trem não sabe se tem alguém querendo descer ou não. O que deve ter acontecido com você é que há alguns trens que passam sem parar, pois não têm parada programada naquela estação. Abraço.

      1. Avatar
        João Manuel de Sousa

        Muito agradecido pelas informações prestadas! Parabéns Tony, pelo vosso site, eu acho que é fantástico. Obrigado pelo vosso carinho e dedicação no intuito de ajudar e fazer o BEM ao Próximo. Que DEUS vos ilumine no vosso caminho.

      2. Tony

        Muito obrigado, João Manuel. Precisando de qualquer outro esclarecimento, aproveite as caixas de comentários do site para perguntar. Estamos aqui para tentar ajudar. Abraço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *