Menu

Sant Sadurní d’Anoia, a terra do cava

CIC Fassina, Sant Sadurní d'Anoia

Hoje o passaporte BCN traz para você um bate-volta com sabor muito especial, no qual você vai poder conhecer um produto e um lugar que são muito importantes na cultura e na história da Catalunha. Vamos conhecer a cidade da felicidade! Continue lendo para saber mais!

Sant Sadurní d’Anoia é um município de 13.000 habitantes, situado na província de Barcelona (as videiras de Sant Sadurní se extendem até os pés da montanha de Montserrat) e considerado como o berço do cava, um tipo de vinho espumante produzido principalmente na Catalunha, similar ao champanhe francês.

Sant Sadurní d'Anoia

Sant Sadurní, que faz parte da região vinícola de Penedès, tem uma longa tradição de produção de vinho, que já era muito forte em 1768, quando a cidade se tornou um município independente. Foi nessa cidadezinha que o cava foi produzido pela primeira vez, na segunda metade do século XIX. Hoje Sant Sadurní concentra mais de oitenta cavas (vinícolas especializadas na produção de cava) e vinícolas que também elaboram outros tipos de vinhos, concentrando 90% da produção nacional de cava.

A cidade reúne atividades suficientes para se converter em um bate-volta sensacional para quem está interessado em descobrir uma tradição tipicamente catalã como é o cava. E ainda levar de bônus uma surpresa muito doce. Os atrativos são tantos que o visitante pode até ficar perdido sem saber quais escolher. Por isso, para facilitar a vida dos viajantes, o passaporte BCN foi conhecer e percorrer a região e elaborar uma pequena seleção de lugares que vale muito a pena conhecer.

No seguinte texto você vai encontrar propostas para quem gosta de organizar seus passeios por conta própria e também para quem prefere passeios organizados.

Atrações em Sant Sarduní d’Anoia

  • CodorníuCodorníu
    Codorníu, a vinícola onde o cava foi produzido pela primeira vez. Além de ser uma das marcas de cava mais famosas do mundo, as instalações da Codorníu ocupam vários prédios modernistas desenhados pelo famoso arquiteto Puig i Cadafalch, fazendo da visita à Codorníu uma combinação perfeita de arte, arquitetura e enoturismo. Saiba tudo sobre a visita à Codorníu aqui.
  • CIC FassinaCIC Fassina
    CIC Fassina, no Centro de Interpretação do Cava você vai descobrir a história da produção do cava na região e conhecer tradições e festas populares muito interessantes. Saiba tudo sobre a visita ao CIC Fassina aqui.
  • Cavas GramonaCavas Gramona
    Cavas Gramona, uma pequena vinícola familiar que elabora cavas de primeiríssima qualidade, utilizando métodos de produção tradicionais. Uma visita muito linda para os mais gourmets. Saiba tudo sobre a visita às Cavas Gramona aqui.
  • Espacio Chocolate Simón CollEspacio Chocolate Simón Coll
    Espacio Chocolate Simón Coll, uma doce surpresa para fechar o dia com chave de ouro. A fábrica de chocolates conta com um interessante centro de interpretação do chocolate e uma loja onde você vai poder degustar vários tipos de chocolates tradicionais e também comprar belas caixas de Chocolates Amatller (uma marca que pertence também à empresa), um presente perfeito para levar de volta para casa. Saiba tudo sobre a visita ao Espacio Chocolate Simón Coll aqui.
  • Cal BlayCal Blay
    Cal Blay Vintincinc, um ótimo restaurante focado no enoturismo e perfeito para fazer seu almoço na cidade. Saiba mais sobre o Cal Blay Vintincinc aqui.

Nossa lista de atrações está longe de ser completa. Há muitas vinícolas na cidade e arredores, e se alguma chamar sua atenção não hesite em visitá-la (já publicamos um texto sobre a Freixenet, que fica também em Sant Sadurní). Como já falamos acima, nossa seleção pretende facilitar a vida do viajante, identificando lugares que sabemos que irão surpreender. Um lugar que vive do cava e do chocolate só poderia ser a cidade da felicidade!

Como organizar seu passeio: bate-volta de meio dia

O ideal seria dedicar um dia completo para conhecer a terra do cava, mas como sabemos que o tempo de muitos leitores é limitado, queremos apresentar aqui uma proposta de visitação de meio dia de duração.

  • 1. Visite em primeiro lugar a Codorníu. Para chegar lá, pegue o ônibus que parte de Barcelona às 9 da manhã.
  • 2. A visita acaba por volta do meio dia. Se você quiser voltar já para Barcelona, pode pegar um ônibus ou um trem de volta para a cidade.
  • 3. Complete sua visita de meio dia conhecendo o Centro de Interpretação do Cava, ou as Cavas Gramona ou o Espacio Chocolate Simón Coll.
  • 4. Terminada a visita, caminhe até a estação de trem. Cada um dos textos sobre as atrações contém os detalhes de como chegar na estação de trem para voltar a Barcelona.

Como organizar seu passeio: bate-volta de um dia

Se você tiver interesse em conhecer mais sobre um produto destacado na cultura catalã, como é o cava, você vai curtir muito ao dedicar um dia completo em Sant Sadurní d’Anoia.

  • 1. Visite em primeiro lugar a Codorníu. Para chegar lá, pegue o ônibus que parte de Barcelona às 9 da manhã.
  • 2. A visita acaba por volta do meio dia. Em função das reservas que você tiver feito (veja os detalhes nos textos de cada atração), caminhe agora até o Centro de Interpretação do Cava, ou as Cavas Gramona ou o Espacio Chocolate Simón Coll. Os três lugares ficam muito próximos, dentro da cidade. Na recepção da Codorníu vão explicar para você como chegar no próximo ponto da sua visita. É uma caminhada de 10 minutos. Se você não quiser caminhar, o mesmo ônibus que trouxe você até a Codorníu faz o pequeno percurso entre a vinícola e a cidade por volta das 11:50h. Não precisa pagar pela passagem de novo.
  • 3. Almoce no restaurante Cal Blay Vintincinc, que fica no centro da cidade.
  • 4. No período da tarde, complete as duas visitas restantes.
  • 5. Terminada a visita, caminhe até a estação de trem. Cada um dos textos sobre as atrações contém os detalhes de como chegar na estação de trem para voltar a Barcelona.

Indo na quinta-feira ou no sábado?

Se você estiver indo para Sant Sadurní d’Anoia em uma quinta-feira deve saber que esse dia acontece o mercado local, de 9h a 13:30h. Você vai ver as bancas espalhadas pelo centro da cidadezinha. Uma ótima chance de conhecer como é um mercado não turístico de uma cidade do interior. Sábado de manhã também há um mercado, de tamanho menor.

Para quem gosta de passeios organizados

Vino i cava, Catalunya Bus TuristicVino i cava, Catalunya Bus Turistic

Se você prefere os passeios organizados, que incluam o transporte até os lugares, sem ter a preocupação de verificar os horários das visitas e a combinação de transporte, e ainda contar com um guia especializado, existe um passeio de ônibus que testamos e achamos bem legal.

É oferecido pelo Catalunya Bus Turístic e leva você para conhecer três vinícolas na região do Penedès, cada uma com um perfil diferente da outra. A Bodega Jean Leon, que elabora vinhos de alta qualidade, as Bodegas Torres, uma das maiores vinícolas da Espanha, e as Cavas Freixenet, a maior produtora de cavas (o tradicional vinho espumante catalão) do mundo.

Saiba tudo sobre o passeio lendo nosso texto um passeio pela terra do vinho e do cava.

Celebrações na região de Penedès

CIC Fassina, Sant Sadurní d'Anoia

As festas mais importantes na região de Penedès acontecem durante o verão. Os destaques são:

  • Vijazz de Vilafranca. No começo de julho, na vizinha cidade de Vilafranca del Penedès, acontece o Vijazz, um festival que combina jazz com vinho. Mais informações no site oficial do festival.
  • Festival de Vilafranca. Uma festa muito tradicional que acontece na cidade de Vilafranca nos últimos dias de agosto e primeiros dias de setembro. Mais informações no site oficial da festa.
  • Festa da Fil·loxera. O principal festival local de Sant Sadurní d’Anoia acontece nos dias 6, 7 e 8 de setembro. Uma festa tradicional muito interessante! Mais informações no site oficial da festa.

Mapa da região

Veja no seguinte mapa a localização das principais atrações turísticas de Sant Sadurní d’Anoia.


Visualizar Sant Sadurní d’Anoia em um mapa maior

Alguma dúvida?

Você tem alguma dúvida sobre como organizar sua visita a Sant Sadurní d’Anoia? Aproveite a caixa de comentários para deixar sua dúvida, tentaremos ajudar você logo mais.

31 comentários em “Sant Sadurní d’Anoia, a terra do cava”

  1. Avatar

    Olá. Muito boa a matéria sobre Codorníu, mas fiquei com uma dúvida.
    A saída do 1o ônibus de Barcelona é às 9h com duração de 45 min. Mas, pelo site deles, a visitação em espanhol começa às 9h30min, sendo a próxima às 10hs em Ingles. Não tem outra saída do ônibus mais cedo?
    Obrigada

    1. Tony

      Prezada Rosana, no momento estamos fazendo trabalho de campo. Na quarta-feira, já de volta em casa, responderemos sua consulta com a atenção que merece. Abraço.

      1. Tony

        Rosana, respondemos sua consulta no texto sobre a Codorníu, onde você também deixou a mesma consulta. Abraço.

  2. Avatar

    Oi Tony, prefiro viagens independentes, fazendo meu próprio horário e roteiro, pois prefiro o horário mais tarde para começar o dia. Poderia ir de trem até Sant Sadurni d’Anoia (vi que a estação fica ao lado da Cave Freixenet), seguir primeiro para a cidade, almoçar no Cal Blay Vintincinc e depois fazer Cavas Granada ou o CIC Fassina e, ainda visitar a Cavas Flexenet?
    Minhas dúvidas: da estação até o centro da cidade tem 1,1 km, tem algum transporte até lá, tenho mobilidade reduzida e não posso fazer grandes caminhadas? Preciso tanto na ida quanto na volta.
    Além das Cavas, tem alguma vinícola de vinhos? Seria interessante visitar uma de cada.
    Não consegui encontrar os horários dos trens no link que vc recomenda, até que horas parte os trens de Sant Sadurni para Barcelona? Prefiro ir de trem, acho uma viagem muito mais gostosa, obrigada pelas dicas e pela paciência.

    1. Tony

      Prezada Simone, aqui estamos para tentar dar todo o apoio possível para os viajantes independentes! Sant Sadurní pode não ser o melhor dos destinos para quem conta com mobilidade reduzida. A estação de trem fica bem do lado da Freixenet, mas o caminho até a cidadezinha é uma bela descida (e mais tarde uma bela subida). A cidade conta com ruas estreitas e muitas subidas e descidas. Só você sabe se consegue encarar. Pode ver aqui no Street View como é o caminho. Não tem transporte até lá.
      Pesquisamos os horários do trem seguindo as instruções dadas em, por exemplo, neste texto, e encontramos com facilidade. Há um trem a cada 30 minutos aproximadamente. Qual seria a data da sua viagem?
      Não conhecemos as Cavas Granada, você queria dizer “Cavas Gramona”? Lembre que como é um negócio familiar, é preciso agendar previamente a visita.
      Há uma grande vinícola na vizinha Vilafranca del Penedès, a famosa Bodegas Torres. Mas não é fácil chegar nela por conta.
      Gostamos de viajar de forma independente também, mas no caso específico de quem quer visitar várias bodegas, degustar vinhos e cavas e não se preocupar com o transporte, achamos que o passeio vinho e cava é uma ótima opção. Há lugares onde a logística de transporte acaba atrapalhando a visita, e o passeio organizado ressolve esse problema.
      Abraço.

    1. Tony

      Perfeito! Tente pesquisar os horários dos trens seguindo nossas instruções e, caso não der certo, avise e pesquisaremos para você. Abraço.

  3. Avatar

    Olá! Gostaria de saber sobre a viabilidade desse bate e volta no período entre 6 a 10 de novembro desse ano,por ser inverno. Vale a pena nessa época? Muito obrigada!

    1. Tony

      Prezada Carol, no começo de novembro as últimas folhas já devem ter caído das videiras, a paisagem não será tão bonita como em outras épocas do ano. Mas a visitação à Codorníu e outras bodegas continua igual, e no caso das demais atrações na cidadezinha (CIC Fasina, Chocolates Coll) a época do ano não muda nada. Abraço.

  4. Avatar

    Tony, é possível fazer uma visita às Cavas Freixenet de trem saindo da Estação Sants por conta própria? Como o tempo é curto e é a maior produtora de espumante do mundo, gostaria de conhecê-las pela manhã e voltar para Barcelona. Gostaria de saber também se as Cavas abrem todos os dias ou se tem dias certos para visitação.
    Obrigado e parabéns pelo maravilhoso e detalhadíssimo site.

    1. Tony

      Prezado Ricardo, estamos precisando de um descanso e vamos tirar umas férias. Na nossa volta, no dia 20, responderemos sua consulta com a atenção e carinho que merece. Abraço.

      1. Tony

        Prezado Ricardo, não sabemos se você já viu que temos um texto dedicado especificamente à Freixenet: Freixenet: visita a maior produtora de cavas do mundo. Nele você encontrará todos os detalhes sobre a visita, que pode ser feita por conta (você vai ver que existe um passe Freixetren que inclui o trem e a visita). A visita deve ser agendada antecipadamente. Se você tiver qualquer outra consulta sobre a Freixenet, aproveite para preguntar no respectivo texto. Há visitas todos os dias. Aqui no passaporteBCN costumamos indicar a visita a vizinha Codorníu, que é onde o cava foi inventado. As cavas são muito bonitas e você também pode conhecé-las por conta. Abraço.

    1. Tony

      Prezada Maria Carolina, a escolha do transporte vai depender do lugar que você quiser visitar. Pode ver os detalhes de como chegar no centro da cidadezinha aqui. Abraço.

  5. Avatar
    Ana Claudia Fuhrken

    Olá, estou indo para a região de Penedes de 29/4 a 02/5/16 e gostaria de dicas de hoteis nessa região para um casal. Grata, Ana Claudia

    1. Tony

      Prezada Ana Claudia, 29 de abril é hoje. Você está indo hoje para a região, sem ter pesquisado nenhuma hotelaria previamente? Como você não da absolutamente nenhuma informação sobre o que você está procurando ou sobre seu orçamento, nossa dica vai ser o espetacular Hotel Mastinell. Abraço.

  6. Avatar

    Oi Tony! Nesses passeios independentes voces só deram dicam de passeios de cava, nao teria nenhuma bodega de vinho que dê pra ir a pé para incluir nesse roteiro de um dia? (Eu gostaria de fazer essa Cordoniu de dia, uma de vinho de tarde, e dpeois a de chocolate)

    1. Tony

      Prezada Tainá, o passeio pela terra do vinho e o cava visita duas bodegas de vinhos e uma de cavas. De forma independente, fica mais difícil organizar o passeio, sendo que a cidade de Sant Sadurní d’Anoia você encontra principalmente produtoras de cava. Na vizinha Vilafranca del Penedès está a grande Bodegas Torres, uma das maiores produtoras de vinhos da Espanha. Mas para combinar tudo no mesmo dia você precisaria ir de carro, e condução e degustação de vinhos não são uma boa combinação.

  7. Avatar

    Olá. Minha dúvida é: pretendo comprar os tickets de trem ida/volta, ir em torno das 9h e aproveitar o dia em Sadurní. Pegarei o ticket da volta bem tarde, digamos 18h. Caso queira retornar antes (digamos que chova, ou canse – idade avançada), posso aproveitar o ticket em um trem mais cedo, do mesmo trajeto? Ou terei que comprar outro ticket só de volta para não ficar esperando? Obrigada.

    1. Tony

      Prezada Marcia, as passagens de trem não tem hora marcada, você pode embarcar no trem em qualquer horário no dia de compra da passagem. Abraço.

  8. Avatar

    Oi Tony,

    Gostaria de saber se é possível fazer o passeio à Montserrat aliado a essa vista a SANT SADURNÍ D’ANOIA.
    Obrigada!!

    1. Tony

      Prezada Mariana, boa pergunta! Apesar da proximidade geográfica (dá para ver perfeitamente a silhueta de Montserrat dos vinhedos de Sant Sadurní d’Anoia), não existe uma forma fácil de combinar esse passeio no mesmo dia, sendo que é quase obrigatório voltar até Barcelona para pegar um trem que leve até o outro destino do passeio. Não existe um transporte direto entre os dois pontos. Abraço.

    1. Tony | PASSAPORTE BCN
      Tony | PASSAPORTE BCN

      Não, não é inviável. O único senão é que alguém no grupo não vai experimentar o vinho oferecido durante a visita à vinícola. Na Espanha a condução depois de ter bebido álcool é um assunto muito sério.

    1. Tony | PASSAPORTE BCN
      Tony | PASSAPORTE BCN

      Bom dia, Sandra, a visita é viável, as vinícolas ficam relativamente próximas, mas vai ficar bastante repetitivo. Seria melhor combinar a Codorníu com alguma outra atração em Sant Sadurní d’Anoia. Abraço.

  9. Avatar

    Olá, pessoal!

    Iniciando os trabalhos para organizar o roteiro, como fã de espumante cá estou.
    Pensei em ir na Codorníu pela manhã, almoçar na cidade e fazer o passeio combinado da Freixenet com a fábrica de chocolates. Vamos na metade final de junho, com o horário extendido imagino ser tranquilo, mesmo com criança. Ou errei feio?
    Outra dúvida, vale a pena realizar a compra de bebidas nas fábricas?

    Obrigada
    Muito tri o site
    Andrea

    1. Tony | PASSAPORTE BCN
      Tony | PASSAPORTE BCN

      Bom dia, Andrea. Dá para combinar Codorníu e Freixenet no mesmo dia, é muito tranquilo, mas a visita pode parecer um pouco repetitiva, sendo que o processo de elaboração do cava é o mesmo. Mas se você for fã do espumante, conheça as duas maiores marcas da Catalunha, sem dúvida! Não perca o centro de interpretação do cava. Via de regra, as bebidas à venda nas fábricas costumam ser mais caras do que nos supermercados. Abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima